A disfunção erétil é um marcador de doença cardiovascular, dizem especialistas

0
78

A disfunção erétil (DE) é definida como uma dificuldade ou incapacidade (persistente), de se obter e/ou manter uma ereção suficiente para uma vida sexual satisfatória.

Recentemente, a ênfase atribuída à provável causa da maioria dos casos de DE mudou de direção e, apesar dessa disfunção já ter sido considerada uma desordem primariamente de causa emocional, hoje é reconhecido que a maioria dos homens afetados tem uma causa orgânica.

No Brasil, alguns estudos sobre DE sugerem que 40% a 46% dos brasileiros adultos apresentam algum grau de DE.

Vários estudos demonstraram uma forte correlação entre os fatores de risco para doença coronariana (comprometimento da parede das artérias do coração por placas de gordura), como a hipertensão arterial, diabete melito, anormalidades do colesterol, obesidade, depressão e tabagismo, com a presença de graus variados de DE.

Na verdade, sabemos que as doenças cardiovasculares e a DE apresentam os mesmos fatores de risco. Por isso, a visão atual sobre o assunto, é que a DE representa um marcador de doença cardiovascular.

Portanto, a presença de dificuldades de ereção deve alertar os médicos clínicos e especialistas para pacientes com risco aumentado para essas doenças e suscitar investigação diagnóstica específica, possibilitando a identificação precoce das doenças cardiovasculares e os seus fatores de risco.

Fonte: Disfunção erétil como marcador de doença cardiovascular- Segmento farma editores(2005).

www.portaldocoracao.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here