Atitudes que ajudam a reduzir o nível de agrotóxicos dos alimentos

0
328

A intoxicação por agrotóxicos pode ocasionar tonturas, dores abdominais, náuseas, vômitos, dificuldade respiratória, tremores, irritações (pele, nariz, garganta e olhos), convulsões, desmaios, coma e até mesmo a morte.

As intoxicações crônicas (causadas pela exposição prolongada ao produto) podem gerar problemas graves, como paralisias, lesões cerebrais e hepáticas, cânceres, alterações comportamentais, entre outros. Em mulheres grávidas, podem levar ao aborto e à malformação congênita.

Algumas atitudes ajudam a reduzir o nível de agrotóxicos dos alimentos:

– Prefira frutas e verduras da época. Para estimular a produção agrícola fora da temporada natural do vegetal, é necessário usar mais agrotóxicos.

– Lave as frutas e verduras em água corrente por pelo menos um minuto esfregando com uma esponja para uso próprio, e coloque-as durante 20 minutos em uma solução de 1 litro de água com 4 colheres (sopa) de vinagre.

– Tire as folhas externas das verduras, pois elas concentram mais agrotóxico.

– Descasque as frutas mais críticas como a maçã e o pêssego.

– Retire a gordura das carnes e a pele do frango. Substâncias tóxicas acumulam-se mais nos tecidos gordurosos.

– Diversifique sempre os vegetais consumidos, pois assim é possível reduzir a ingestão maior de um mesmo agrotóxico.

– Dê preferência a produtos regionais. Alimentos que percorrem longas distâncias, como frutas importadas, normalmente são pulverizados após a colheita, e possuem um nível maior de agrotóxicos.

Autora: Ana Flávia Pinheiro – Nutricionista – CRN 1004.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here