Bloqueio atrioventricular total (BAVT)

0
826

O nó sinusal ou sinoatrial é o marcapasso natural do coração. Neste ponto inicia-se um impulso elétrico que flui sobre os átrios direito e esquerdo (câmaras superiores e menores do coração), fazendo com que estes se contraiam. O sangue, imediatamente será deslocado para os ventrículos (câmaras inferiores e maiores do coração).

Quando o impulso elétrico chega ao nó atrioventricular (estação intermediária do sistema elétrico), este impulso sofre um ligeiro retardo. Em seguida, o impulso dissemina-se ao longo do feixe de His, o qual divide-se em ramo direito (direcionado para o ventrículo direito) e ramo esquerdo (direcionado para o ventrículo esquerdo).

Este último é dividido em três fascículos:  anterossuperior, posteroinferior e anteromedial. Em seguida, o impulso atinge os ventrículos, fazendo com que estes se contraiam (sístole ventricular), permitindo a saída de sangue do coração. O ventrículo esquerdo ejeta o sangue para o cérebro , músculos e outros órgãos do corpo humano. O ventrículo direito ejeta o sangue exclusivamente para a circulação do pulmão, para que este sangue seja enriquecido com oxigênio.

O bloqueio atrioventricular total  (BAVT) é a interrupção do impulso elétrico do coração ao nível do nó atrioventricular. O diagnóstico é realizado após a análise do eletrocardiograma ou Holter (eletrocardiografia dinâmica).

Esse distúrbio elétrico pode ou não traduzir uma anormalidade estrutural do coração, ou ainda, ser causado por efeito de medicamentos, como os betabloqueadores (exemplos: atenolol, metoprolol e bisoprolol). Uma causa comum de bloqueio atrioventricular total é a degeneração do sistema elétrico do coração (doença de Lev, típica dos idosos, e a doença de Lenégre, que pode afetar pacientes mais jovens).

A doença de Chagas, a doença arterial coronariana (obstrução das artérias do coração por placas de gordura, em suas formas agudas [infarto do miocárdio, por exemplo] e crônicas [angina do peito estável, por exemplo]), as cardiomiopatias (doenças do músculo cardíaco), entre outras doenças, poderão causar um bloqueio atrioventricular total.

Em alguns casos o bloqueio atrioventricular total poderá ser congênito, ou seja, presente desde o nascimento.

O bloqueio atrioventricular total costuma ocasionar quedas da pressão arterial, tonturas, dispneia (falta de ar) sensação de desmaio (lipotímia), desmaios (síncope) e insuficiência cardíaca (coração fraco). O bloqueio atrioventricular total de causa irreversível é tratado com implante de um marcapasso artificial definitivo.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here