Caminhada – O exercício mais praticado no mundo

0
131

Caminhada orientada!

Apesar da prática  ser segura, a orientação de um profissional de saúde de como fazê-la, com o mínimo de danos e do médico que orienta sobre os cuidados e presença de sintomas que indiquem necessidade de interrompê-la quando necessário  propiciam segurança maior ao praticante, bem como maior estimulo aquele que a pratica.

A importância  da pratica da caminhada

A prática da Caminhada é segura, de baixíssimo custo, acessível à quase todas as pessoas e traz benefícios inquestionáveis à saúde, diminui níveis de pressão, os níveis de glicemia e gorduras no sangue. Auxilia na prevenção e no tratamento de doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade. È um remédio natural, sem custos e sem efeitos colaterais e com enormes benefícios cardiovasculares. Muitos projetos de caminhadas foram criados, aderidos e aceitos pelos participantes. Os riscos da caminhada são praticamente nulos, mas existe como em qualquer outra atividade uma possibilidade remota de lesões, embora não aconteça com freqüência por ser uma atividade de baixo impacto.

Na seqüência trarei alguns relatos de pessoas que praticam caminhada já algum tempo e ao qual eu participo de forma voluntária em um programa que acontece todos os dias em um ginásio de esporte , para que reflitamos sobre decisões que as vezes temos que tomar para atingir nossos objetivos no que se refere a melhorar nossos hábitos e atitudes em relação a qualidade de vida e nossa saúde. Atitudes quais podem ser possíveis através do esforço de cada um, e por atitudes sinceras em relação a nós mesmos. Apesar de muitas informações disponíveis no nosso meio, se faz necessário sites como estes que oportunizam aos profissionais que se preocupam com a saúde da população a quebrar as barreiras do desconhecimento até mesmo das coisas mais simples, porém muitas delas elementares a vida. Vamos juntos lembrar esta frase sempre que possível.

Fonte:  Ramires , JAF  ( 2004 ) – “O exercício  é a fronteira entre a saúde e a doença do coração”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here