Cirurgia bariátrica – indicações e contraindicações

0
67

Todos os pacientes devem ser abordados de forma multidisciplinar. Uma avaliação do endocrinologista para excluir distúrbios hormonais é importante. Uma consulta psiquiátrica pré-operatória é imprescindível, já que, entre obesos, algumas doenças psiquiátricas são mais comuns (bulimia, esquizofrenia, depressão) e sua presença é um fator preditivo de problemas psiquiátricos adicionais no pós-operatório . Um nutricionista, um clínico ou gastroenterologista e o cirurgião completam a equipe.

Os critérios para indicação de cirurgia foram definidos há cerca de 10 anos e são aceitos até o momento. Deve-se oferecer o tratamento cirúrgico para todos os pacientes com IMC (índice de massa corporal, ou seja, o peso dividido pela a altura ao quadrado) maior que 40 Kg/m2 ou para aqueles que tenham IMC  maior que 35 Kg/m2 associados a qualquer comorbidade descrita anteriormente .

São consideradas contraindicações para a cirurgia o alcoolismo, o uso de drogas ilícitas, algumas cirurgias gástricas prévias, a gravidez, a obesidade por síndromes genéticas ou endócrinas e a doença psiquiátrica preexistente.

Todos os pacientes devem realizar radiografias de tórax, uma rotina laboratorial completa, eletrocardiograma, endoscopia digestiva alta e ultra-sonografia abdominal total. Este último exame define que pacientes têm litíase biliar e necessitam de colecistectomia no mesmo tempo cirúrgico, ainda que assintomáticos . Alguns grupos encontram uma incidência tão alta de formação de cálculo pós-cirurgia que preconizam a colecistectomia profilática em todos os pacientes .

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here