Cuidado: Alimentos sem gorduras trans não são necessariamente saudáveis, diz estudo

0
119

As gorduras trans são obtidas a partir de óleos vegetais, que são submetidos a um procedimento químico chamado de hidrogenação. São utilizadas industrialmente em larga escala, com o objetivo de melhorar o paladar, consistência e até, aumentar o prazo de validade de alguns alimentos.  

A principal fonte de ácidos graxos trans na dieta é a gordura vegetal hidrogenada, utilizada no preparo de margarinas, sorvetes cremosos, chocolates, pães recheados, biscoitos, alimentos com consistência crocante (batatas fritas, nuggets, croissants, tortas), bolos industrializados e alguns alimentos produzidos em redes de "fast-food".

As gorduras trans aumentam o LDL ("colesterol ruim") e reduzem o HDL ("colesterol bom"), aumentando assim, o risco de doenças cardiovasculares. Como outras gorduras, também aumentam os níveis de triglicerídeos. Recomenda-se que a ingestão das gordura trans deva ser menor que 1% das calorias totais da dieta.

Um estudo teve como objetivo avaliar a composição das gorduras de alguns alimentos industrializados disponíveis no mercado brasileiro, nos quais o rótulo indica ausência de gorduras trans. Verificar também se estes alimentos atendem às quantidades recomendadas de consumo de gordura saturada, após redução das gordura trans.

Alimentos industrializados (margarina cremosa, margarina com fitosterol, biscoito doce recheado, biscoito salgado sem recheio e batata frita), além de um lanche com hambúrguer de fast food multinacional (com alegação de 0% de gordura trans), foram adquiridos em pontos comerciais e analisados em um aparelho, chamado de cromatógrafo gasoso.

Apesar da redução nas quantidades das gorduras trans, os alimentos analisados contêm grandes quantidades de gorduras saturadas. Além disso, alguns dos alimentos estudados apresentam uma razão ômega 3/ômega 6 fora do recomendado para a prevenção da aterosclerose (formação de placas de gordura nas artérias).

Os autores do estudo concluíram que o consumo irrestrito desses alimentos tem forte potencial maléfico para a saúde. O rótulo de ausência de ácidos graxos trans deve ser visto com cuidado e não significa uma liberação para o consumo irrestrito desses alimentos.

Outros elementos, como o teor de gorduras saturadas e colesterol, devem ser analisados na hora do consumo em um deterninado alimento. Fique sempre atento aos rótulos!

Fonte:Rev Assoc Med Bras(2009).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here