A curcumina, presente no tempero curry, pode melhorar a memória, diz estudo

0
272

A forma mais comum de demência cerebral, condição clínica caracterizada pela perda progressiva das funções cognitivas, como memória, percepção e linguagem, é a doença de Alzheimer.

A doença de Alzheimer associa-se a algumas alterações cerebrais: depósito de uma  proteína anormal (beta-amiloide), redução do número das células nervosas (neurônios) e suas conexões (sinapses), além de redução progressiva do volume cerebral.

A cúrcuma (açafrão-da-terra), é o ingrediente essencial do curry, tempero utilizado principalmente na cozinha indiana, composto por diversas substâncias, entre elas, a curcumina.

Um estudo recente realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia avaliou uma amostra de 40 pacientes (idades de 50 a 90 anos) com queixas leves de memória,  que receberam placebo ou um tipo específico de extrato de curcumina. Essa apresentação de curcumina (comercialmente chamado de Theracumin®) permite uma boa absorção da substância.

Os pacientes que receberam a forma ativa da curcumina melhoraram a sua memória após 18 meses do início do estudo, além disso, eles também apresentaram uma menor quantidade substância beta-amiloide em regiões específicas do cérebro que se correlacionam com a doença de Alzheimer.

Embora pequeno, esse é um estudo interessante. A curcumina é um suplemento muito bem tolerado, mas não sabemos exatamente qual a dose certa para que ela funcione melhor. Esta evidência preliminar sugere que a curcumina pode desempenhar algum papel futuro no tratamento da doença de Alzheimer.

Fonte: American Journal of Geriatric Psychiatry.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here