Doenças cardiovasculares causam um terço das mortes no Brasil; derrame cerebral lidera como causa isolada

0
193

O perfil de mortalidade da população brasileira mudou nas últimas décadas, acompanhando a tendência mundial de mortes por doenças crônicas, principalmente as de origem cardiovascular.Alimentação inadequada, consumo excessivo de álcool, tabagismo  e a vida sedentária, achados característicos da vida moderna, contribuiram em muito para que as doenças cardiovasculares  passassem a liderar as causas de morte em nosso País.

Os dados do relatório Saúde Brasil 2007 mostram que as doenças do aparelho circulatório são as que mais matam homens e mulheres. Ao todo, 283.927 pessoas perderam  a vida por problemas do aparelho circulatório em 2005, ano-base do relatório, o equivalente a 32,2% do total de mortes neste ano, que foi de pouco mais de 1 milhão.

O Sudeste lidera em número de mortes associadas às doenças cardiovasculares, com 33% dos óbitos. O Norte tem o menor percentual – 25%. No passado, o que  mais matava os brasileiros eram as doenças infecciosas e parasitárias, tais como as diarréias, tuberculose, malária, entre outras.

As causas de morte são classificadas no relatório em 4 grandes grupos: doenças circulatórias, respiratórias, neoplasias (cânceres) e causas externas  de morte. Também são apresentadas as causas específicas, diretamente relacionadas com o evento de morte, como acidente vascular cerebral (derrame cerebral),  pneumonia, câncer de mama ou homicídio.

Entre as causas específicas de morte por doenças do aparelho circulatório, o derrame cerebral se destaca  como o que mais mata – 90.006 pessoas em 2005, o que representa 31,7% das mortes decorrentes de problemas circulatórios  e 10% do total de óbitos do País. A doença isquêmica do coração, principalmente o infarto do miocárdio, que também  pertence ao grupo das doenças circulatórias, é a segunda maior causa específica de óbito no Brasil.

A hipertensão arterial descontrolada, fator de risco muito prevalente entre os adultos de nosso país, é a grande resposnsável pela liderança do derrame cerebral como a principal causa de morte no Brasil.

Fonte: Ministério da Saúde(2007).

www.portaldocoracao.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here