Especialista explica as causas da hipertensão arterial

0
283

A hipertensão arterial, melhor denominada de hipertensão arterial sistêmica, é uma doença de origem multifatorial (que apresenta várias causas), geralmente assintomática, caracterizada pela elevação dos níveis da pressão arterial.

Esta doença acarreta um aumento do risco das doenças cardiovasculares como o acidente vascular cerebral (derrame cerebral), infarto do miocárdio (ataque cardíaco), angina do peito, insuficiência cardíaca, doenças da aorta (aneurismas e outras) , retinopatia (doença da retina) e insuficiência renal.

A hipertensão arterial é o mais importante fator de risco para o desenvolvimento do processo de aterosclerose (aparecimento de placas de gordura   na parede das diversas artérias do organismo). A associação da hipertensão arterial com outros fatores de risco cardiovascular, como a obesidade abdominal , diabete melito e as dislipidemias (anormalidades do colesterol e suas frações) , é um achado freqüente , denotando um mecanismo comum entre estas  doenças .Esta associação de fatores de risco cardiovascular é a característica principal da síndrome metabólica .

A hipertensão arterial é uma doença que pode iniciar desde a infância e acomete cerca de 25% dos adultos (18 a 60 anos de idade) . Entre os idosos (pessoas com 60 anos de idade ou mais), uma população crescente em nosso país , estas cifras são ainda mais expressivas , ultrapassando valores de 50% .

Causas:

A hipertensão arterial poderá ser primária (origem multifatorial , sem uma causa específica) ou secundária (com uma causa específica).

– Hipertensão arterial primária :

São os casos de hipertensão que não apresentam uma causa aparente , correspondendo a grande maioria dos casos (mais de 90%). A hipertensão arterial primária é uma doença multifatorial , pois  diversos aspectos contribuem para o seu aparecimento : idade , sexo (os homens geralmente iniciam o quadro de hipertensão arterial antes dos 50 anos e as mulheres após os 50 anos) , excesso de peso , raça (afro-descendentes sofrem mais de hipertensão arterial),sedentarismo, fatores sócio-econômicos (pessoas de nível social mais baixo são mais propensas ao desenvolvimento da hipertensão arterial), ingestão excessiva de sal, história familiar (genética), entre outros fatores . A presença de hipertensão arterial primária , obesidade abdominal , resistência à ação da insulina (hormônio que permite a entrada do açúcar para dentro das células) , elevação dos níveis de glicemia (açúcar no sangue) e dos triglicerídeos , associados com baixos níveis de HDL-colesterol  ("colesterol bom" ) , são os componentes da síndrome metabólica . 

– Hipertensão arterial secundária :

São os casos de hipertensão arterial que apresentam uma causa aparente, correspondendo a minoria dos casos (menos de 10%).São causas de hipertensão arterial secundária: doenças renais , doenças das artérias renais ( comprometimento por aterosclerose ou displasia fibromuscular ) , doenças da supra-renal (acarretam um excesso na produção do hormônio aldosterona,o qual retém sódio e água), síndrome de Cushing (excesso na produção de corticóide pelo organismo), feocromocitoma (tumor que produz catecolaminas , substâncias que elevam  o batimento cardíaco e a pressão arterial), coarctação da aorta (estreitamento congênito da artéria aorta), doenças da tireóide  (hipo ou hipertireoidismo), ação de medicamentos (antiinflamatórios , corticóides , descongestionantes nasais ,  inibidores de apetite , anticoncepcionais , terapia de reposição hormonal e certos antidepressivos), ingestao excessiva de álcool, uso de drogas ilícitas (como cocaína e seus derivados) , síndrome da apnéia do sono (roncos e paradas respiratórias noturnas,  associadas a fadiga e sonolência diurna), entre outras.

Dr. Tufi Dippe Jr. Cardiologista- Especialista em hipertensão arterial – CRM 13700.

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here