Atividades físicas vigorosas, em vez de restringir calorias, parecem ser mais efetivas para manutenção do peso

0
375

Realizar atividades físicas vigorosas, em vez de cortar calorias, parece ser mais efetivo para evitar o reganho de peso após uma dieta bem sucedida. Essa é a conclusão de um pequeno estudo publicado na revista científica Obesity.

Os autores avaliaram o gasto energético de 25 pessoas de meia-idade que haviam eliminado, em média, 26 kg, e que permaneceram nesse patamar de peso por cerca de nove anos, e as compararam com pessoas com peso normal ou sobrepeso/obesidade.

As pessoas que tiveram uma perda de peso substancial e mantiveram o peso no longo prazo consumiram aproximadamente a mesma quantidade de calorias que aquelas com sobrepeso/obesidade, e mais calorias do que aquelas com o peso normal.

No entanto, os indivíduos que não voltaram a engordar eram muito mais fisicamente ativos. Em média, eles deram 12.107 passos por dia, muito mais do que os 8.935 passos por dia do grupo com peso normal e os 6.477 passos por dia do grupo com sobrepeso/obesidade.

Uma atividade física de alta intensidade corresponde a cerca de 60 a 90 minutos por dia de exercícios moderados (por exemplo, caminhada rápida) ou 30 a 45 minutos por dia de exercícios vigorosos (por exemplo, corrida).

Lembrando: atividade física é qualquer movimento corporal que resulte em gasto de energia (exemplo, subir dois lances de escada). Exercício físico é uma atividade física estruturada e repetitiva (por exemplo, caminhar 20 minutos em uma esteira ou no parque).

“Fornecer evidências de que um grupo bem sucedido em manter o peso após uma dieta que resultou numa perda de peso expressiva, praticava altos níveis de atividades físicas para prevenir um novo ganho de peso, em vez de restringir a própria ingestão de energia de forma crônica, é um passo adiante para esclarecer a relação entre exercícios físicos e manutenção da perda ponderal”, disse a autora responsável pelo estudo, Dra. Danielle Ostendorf, Ph.D., pós-doutoranda na University of Colorado Anschutz Medical Campus.

Fonte: Medscape.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here