Fatores de risco para demência parece diferir entre homens e mulheres

0
73

Homens e mulheres têm diferentes perfis de risco para déficit cognitivo leve e progressão para demência. O periódico Geriatrics traz os achados de um estudo sobre o tema, realizado com indivíduos acima de 65 anos.Os pacientes foram avaliados quanto ao desempenho cognitivo e diagnóstico clínico de demência no início do estudo, após 2 e 4 anos. Inicialmente, 42% dos participantes apresentavam déficit cognitivo leve. Este subgrupo tinha maior risco de apresentar sintomas de depressão e de fazer uso de medicamentos anticolinérgicos.

Os homens deste subgrupo eram mais propensos a acidente vascular cerebral , diabete melito e maior índice de massa corporal. As mulheres tinham maior propensão a incapacidade, isolamento social, pior saúde subjetiva e insônia. Os fatores de risco para progressão para demência também foram gênero-específicos: derrame cerbral para os homens, depressão subclínica e uso de drogas anticolinérgicas para mulheres.Estes achados devem ser levados em consideração no desenvolvimento de programas direcionados ao déficit cognitivo em homens e mulheres.

Fonte: Geriatrics ( 2008 ) – www.bliomed.com.br

www.portaldocoracao.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here