Festas no final de ano: Como lidar com a ressaca?

0
305

O nosso organismo é sensível ao consumo excessivo de gorduras, açúcares e bebidas alcoólicas, ingredientes abundantemente consumidos nas comemorações de Natal e Reveillon. Exceder no consumo destas substâncias compromete o bem estar de indivíduos saudáveis, além disso,  agrava  o estado de saúde dos indivíduos com problemas gástricos, intestinais, hepáticos, além de piorar o quadro dos diabéticos e hipertensos.

Para aquelas pessoas que realmente exageraram nas comidas e bebidas nas festas no final de ano, mesmo depois de tantos comentários e dicas alertando sobre o desconforto e mal estar que isso possa acarretar, o segredo é  tentar incoporar uma dieta saudável após as festas, associada a uma boa hidratação e repouso para o corpo.

Dor de cabeça, azia, queimação no estômago, náuseas e vômitos, são os sintomas mais comuns de uma “ressaca”. Alterações intestinais também podem acontecer. Isso é comum quando o consumo de gorduras e frituras aumenta. No caso de diarréia, o mal estar tende a ser muito maior, pois existe uma perda ainda mais significativa de líquidos, desidratando o organismo com maior rapidez e intensidade. A maior causa da ressaca é a desidratação provocada pelo álcool, um potente diurético que estimula a perda de líquidos.

O desconforto físico com o consumo exagerado das bebidas alcoólicas é inevitável, e pode ser ainda maior se o consumo for de batidas, licores e uísque, pois são bebidas mais concentradas, com uma mistura de ingredientes. Ingerir água antes, durante, e principalmente depois de um consumo excessivo de bebidas alcoólicas, ajuda o organismo a metabolizar o álcool. A diurese excessiva deve ser seguida de  uma reposição abundante de líquidos, ou seja, aumentado o consumo de água. Além de hidratar o corpo, ela ajuda o mesmo a eliminar o álcool e livrar-se das toxinas. Sucos de acerola, limão e laranja também ajudam, porque fornecem antioxidantes e vitamina C, ambos protetores para o nosso corpo.

O consumo de isotônicos é bem vindo principalmente em casos de vômitos e diarréia, visando repor os sais minerais perdidos. A água de água-de-coco, rica em potássio, pode ser considerada um isotônico natural. Algumas ervas ajudam a minimizar o desconforto hepático,  acelerarando o processo de desintoxicação do álcool. Chás de salsaparrilha, erva-picão, macela e erva-cidreira são excelentes desintoxicantes. Depois das refeições, o chá verde e o de hortelã facilitam a digestão.  A ressaca debilita o corpo. Descansar, evitar esforços físicos e tentar dormir, ajudarão você a poupar e recuperar toda a energia necessária.

Alimentar-se bem é fundamental. Consumir alimentos leves como frutas, verduras e legumes, ajudam a repor as vitaminas e minerais perdidos. Os carboidratos como pães, massas sem gorduras e em alguns casos, até o consumo moderado de um doce, resgatam a energia para o corpo.  As gorduras devem ser deixadas de lado nestes dias, pois podem sobrecarregar fígado. Evite carne vermelha, queijos amarelos, molhos e frituras em geral. Elimine ainda os alimentos industrializados, embutidos e enlatados, como salsichas, presunto, biscoitos, entre outros.

Se necessário, utilize alguma medicação para controlar o mal estar, no entanto, isso só deverá ser feito com uma orientação médica, pois nesta fase, tanto o fígado quanto os rins já estão trabalhando mais do que o habitual, e uma medicação em dose errada poderá sobrecarregá-los ainda mais. Após todos estes cuidados, o importante é ter a consciência que o melhor é prevenir todo este transtorno, comendo e bebendo com moderação nos dias de festas. Não misture bebidas alcoólicas. Não beba se estiver dirigindo ou utilizando algum tipo de medicação. Aproveite as festas com bom senso e saúde.

Dra. Ana Flávia Pinheiro Nutricionista – CRN 1004.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here