Idosas que praticam atividades físicas de intensidade moderada a vigorosa têm um risco 65% menor de morte

0
474

Um estudo norte-americano demonstrou que idosas que praticam regularmente atividades físicas de intensidade moderada a vigorosa, como uma caminhada rápida, tiveram um risco 65% menor de morte quando comparadas às mulheres que não praticam exercícios físicos com a mesma intensidade e regularidade.

Os pesquisadores estudaram mulheres na faixa dos 70 anos de idade que participaram do Women’s Health Study (WHS). O uso do acelerômetro triaxial (ActiGraph GT3X + ou ActiGraph Corp) durante sete dias permitiu avaliar de forma confiável o grau de atividade física das idosas.

Estudos anteriores, baseados em informações fornecidas pelos próprios pacientes, demonstraram que praticar pelo menos 150 minutos de atividade física moderada a vigorosa por semana, reduzia o risco de morte em 10% a 30%. Comparativamente, os não fumantes apresentaram um risco de morte 50% menor do que os fumantes.

Este estudo reforça a mensagem de que os adultos devem se empenhar em praticar 150 minutos por semana de atividades físicas de intensidade moderada ou 75 minutos por semana de exercícios vigorosos. Muitos médicos não aconselhem as mulheres idosas a praticarem atividades físicas.

O estudo atual destaca a relação inversa entre a quantidade de atividade física de intensidade moderada a vigorosa e um menor risco de morte. Um grande diferencial desse estudo é que a prática e intensidade das atividades físicas pode ser avaliada de uma forma mais confiável e objetiva.

Fonte: Circulation.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here