Insônia e depressão podem ter ligação genética, sugere estudo

0
117

Os resultados de estudo realizado com 1.442 pares de crianças e adolescentes gêmeos (749 pares eram de gêmeos idênticos), participantes do Virginia Twin Study of Adolescent Behavioral Development, sugerem que pode haver uma ligação genética entre a ansiedade, depressão e insônia.

Nesta amostra, 1,3% dos gêmeos tinham sintomas depressivos e 18% foram diagnosticados como sendo portadores de um transtorno de ansiedade.Entre aqueles gêmeos com depressão ou ansiedade, 32,4% sofriam de insônia.Por outro lado, apenas 16,5% das crianças e adolescentes tinham insônia quando os sintomas clínicos de depressão ou ansiedade estavam ausentes.  

"O fato de que os genes associados à insônia, ansiedade e depressão são os mesmos, sugere que os distúrbios do sono poderiam colocar as pessoas em risco para desenvolver sintomas de ansiedade e depressão", disse o Dr. James E. Gangwisch, professor assistente de psiquiatria na Universidade de Columbia (Estados Unidos).

"Em vez de olhar para os problemas do sono como um sintoma de depressão, a insônia deveria ser encarada como um distúrbio distinto,  que seria um fator de risco para a depressão e ansiedade. A insônia pode ser um fator precipitante da depressão e, inversamente, um sono adequado pode ser um fator protetor", conclui o Dr. Gangwisch.

Os pesquisadores também queriam saber se haviam diferenças entre os sexos e ainda, se havia um componente genético  comum, que pudesse contribuir para a sobreposição entre  a ansiedade, depressão e insônia.Não houveram diferenças significativas entre os achados observados em meninos e meninas.

No entanto, se um dos gêmeos idênticos tinha insônia, o seu par era mais propenso a também ter insônia.Essa associação não foi encontrada em gêmeos que não eram idênticos.Com base nestes resultados, o autor do estudo acredita que as crianças com diagnóstico de ansiedade ou depressão devem também ser rastreados para a insônia.

Fonte:SLEEP(2009).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here