Interrupção dos exercícios: Perda da flexibilidade é observada em apenas um mês, diz estudo

0
67

O exercício físico induz adaptações circulatórias e neuromusculares que podem ser revertidas com a interrupção do mesmo.Um estudo teve por objetivo  avaliar o efeito do destreinamento sobre a aptidão física relacionada à saúde.

Foram avaliados 44 indivíduos de ambos os sexos com idade média de 57 anos.  O "Protocolo de Mudança de Estilo de Vida Mexa-se Pró-Saúde" com orientação nutricional e de exercícios físicos supervisionados, teve duração de nove meses  envolvendo exercícios aeróbicos, de resistência muscular localizada e de flexibilidade, com duração de 80 minutos por sessão, em cinco sessões semanais.

Foram selecionados os indivíduos que obtiveram freqüência mínima de 3 vezes por semana. O período de interrupção do treinamento foi de apenas um mês. Foram avaliados  peso e estatura, sendo calculado o Índice de Massa Corporal(IC).Foram ainda  realizados testes motores para flexibilidade (FLEX), força de membros inferiores (FMI) e superiores (FMS)  e o consumo máximo de oxigênio (VO2 máximo) avaliado pelo teste de esforço, no início do programa , após nove meses de treinamento  e após a pausa de um mês.

Os autores  do estudo concluíram que, embora tenha havido uma manutenção dos ganhos de força dos membros inferiores e superiores, bem como da capacidade aeróbica, um mês de destreinamento  foi o suficiente para acarretar uma perda da flexibilidade conquistada ao londo de nove meses.

Fonte:Rev Bras Med Esporte(2008).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here