Nutrição cerebral, aumenta a inteligência?

0
382

Atualmente, muitos micronutrientes, aminoácidos e fosfolipideos vêm sendo alvo de pesquisas para ajudar o cérebro a desenvolver sua capacidade plena. Os smart nutrients estão sendo cada vez mais estudados, pois sabe-se que eles agem produzindo, de forma direta ou indireta substâncias essenciais para o desenvolvimento da inteligência.A primeira vez que se ouviu falar nesses nutrientes, foi em 1991, em um simpósio internacional sobre Alzheimer. Nesse simpósio, na Filadélfia, os cientistas comprovaram a possibilidade de regeneração das células cerebrais em ratos, através da aplicação de NGF.

O NGF (nerve growth factor) é uma neurotropina, ou seja, ele inicia o processo de proliferação das células nervosas, melhorando a comunicação entre elas. Porém isso não foi suficiente, pois em humanos o NGF não consegue chegar diretamente até o cérebro e então, mais pesquisas foram sendo realizadas e foi quando começou-se a falar em smart nutrients como otimizadores das funções do cérebro.Os smart nutrients nada mais são do que gorduras, aminoácidos, vitaminas e minerais que possuem ação benéfica para funcionamento correto do cérebro.Alguns exemplos:

– Vitamina D: a vitamina D3 (forma ativa) é uma das substâncias mais potentes para regeneração dos neurônios. Melhora também audição e visão. – Vitamina B1: essencial para transformar glicose em energia. Possui papel importante no distúrbio de déficit de atenção.

– Vitamina B2: importante para humor, memória e regeneração da glutationa (um dos maiores antioxidantes). Parece ajudar no Parkinson.- Vitamina B3: melhora depressão, ansiedade e distúrbio do déficit de atenção.

– Vitamina B6: importante para formação de neurotransmissores, responsáveis por transferir informações de um neurônio para outro.- Vitamina B12 e acido fólico: usados em doenças neurodegenerativas, melhora sinapse (comunicação entre neurônios).

– Vitamina E: essencial para o cérebro. É antioxidante, combate envelhecimento.

– Vitamina C: um dos maiores antioxidantes e além disso, intensifica a ação de outros antioxidantes. Ë importante para formação de neurotransmissores, cuja deficiência está relacionada com depressão e ansiedade.

– Cromo e Vanádio: importante para o aproveitamento de glicose pelo cérebro (agem melhorando receptores de insulina).

– Lítio: inibe receptores para dor e estimula sensação de prazer. Importante na depressão.

– Selênio: possui acão antioxidante e auxilia na remoção de nutrientes tóxicos. Ajuda a proteger a parede vascular, evitando problemas cardiovasculares.- Zinco: possui ação antioxidante. Protege contra intoxicação por chumbo, mercúrio e cobre.

– Cálcio e Magnésio: importantes para memória.

– Omega 3: possui  ação antioxidante, ajuda na memória e aumenta receptores para serotonina, dopamina e noradrenalina (auxilia na depressão e Parkinson).

– Fenilalanina: ajuda a melhorar o humor, proporciona energia e alivia dores.

– Triptofano: produz serotonina e conseqüentemente, melhora humor, relaxa, melhora a qualidade do sono e alivia depressão.- Taurina: ansiolítico e anticonvulsivante.

– Coenzima Q10: protege neurônios da degeneração, melhora esclerose, Parkinson e outras doenças neuodegenerativas.

– Melatonina: um dos mais importantes antioxidantes.

– DMAE: é um excelente estimulador cerebral, melhora cognição e memória. Benéfico em distúrbios de hiperatividade. Parece aumentar a concentração, diminuir o cansaço e melhorar depressão e irritabilidade. Usado também no tratamento de Alzheimer e Parkinson.

– Metionina: é um aminoácido com importante ação antiinflamatória e antidepressiva. Forma SAMe (S-adenosilmetionina) muito utilizado no tratamento da depressão.

– Gincko Biloba: melhora tonturas, vertigens, enxaquecas e zumbidos no ouvido. Tem boa ação em problemas neurodegenerativos causados por envelhecimento cerebral.

– Soja: parece possuir ação muito interessante na doença de Alzheimer. Possui nutrientes importantes, como a isoflavona. Ação benéfica para memória.

Fonte :PÓVOA, H.; CALLEGARO, J.; AYER, L. Nutrição Cerebral. Editora Objetiva, Rio de Janeiro, p. 228, 2005.  

DJUNA K. KUNZLER VIEIRACRN-8 2219

NUTRICIONISTA FORMADA PELA UFPR – ESPECIALIZAÇAO EM NUTRIÇAO ESPORTIVA PELA UGF – ESPECIALIZANDA EM NUTRIÇAO CLINICA FUNCIONAL PELO CENTRO EDUCACIONAL VALERIA PASCHOAL – MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE NUTRIÇAO FUNCIONAL – ATENDIMENTO CLINICO EM CONSULTORIO – CURITIBA /PR – ATENDIMENTO NUTRICIONAL A DOMICILIO – CURITIBA /PR – NUTRICIONISTA DA REDE DE ACADEMIAS FIT PREMIUM – CURITIBA /PR .

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here