Nutricionista explica a importância de nos alimentarmos a cada três horas

0
74

A  correria do dia a dia faz com que muitas pessoas se acostumem a ficar várias horas sem se alimentar."Felizmente" ou "infelizmente", o nosso corpo se adapta facilmente a essa situação. As pessoas que prolongam muito o tempo entre uma refeição e outra, submetem o seu corpo inconscientemente a economizar energia. O metabolismo passa a ficar mais lento, pois o corpo não sabe quando será a próxima refeição. Com isso, a dificuldade de controlar o apetite é inevitável.

Poucas refeições feitas no decorrer do dia refletem em refeições sobrecarregadas em quantidade e calorias, que proporcionam um desequilíbrio para a saúde e muitas vezes um ganho de peso desnecessário. A mastigação, a função digestiva e o equilíbrio do peso passam a estar prejudicados em situações como esta.

Aquela falsa idéia de que “quanto mais tempo ficar sem comer mais rápido emagrecerá” é uma agressão para o corpo. Cientificamente se tem comprovado que refeições fracionadas de 3 em 3 horas estimulam o metabolismo a gastar energia com o processo de digestão e absorção; evitam o consumo excessivo de alimentos nas próximas refeições; não sobrecarregam a função digestiva exigindo uma maior produção dos sucos digestivos além de facilitar a mastigação que se feita da forma correta também é um fator a mais para o aumento da saciedade.  

Comer mais vezes no decorrer do dia não significa comer mais do que o necessário. O fracionamento das refeições deve buscar a presença de produtos saudáveis e diversificar o consumo, controlando as quantidades.   Frutas, iogurtes, barrinhas de cereais, barrinhas de frutas, cereais integrais são excelentes escolhas para se intercalar entre as refeições principais. As refeições do decorrer do dia devem garantir todo o equilíbrio nutritivo que se prega no Guia Alimentar da Pirâmide dos alimentos.  

As opções são inúmeras. O que falta para as pessoas é se organizar para este consumo tão simples e necessário para a saúde. Não espere ter fome para comer. Se programe. No começo pode parecer difícil, mas como já comentado o nosso corpo se adapta a qualquer situação que oferecemos a ele. Portanto, dar o primeiro passo e ver o resultado disso, depende da atitude e paciência de cada um.

Ana Flávia Pinheiro – Nutricionista – CRN1004.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here