O consumo de bebidas dietéticas associa-se à obesidade?

0
322

As bebidas dietéticas tornaram-se muito populares devido à crença que seu consumo ajudaria na manutenção ou redução do peso corporal. Acreditava-se também que elas poderiam ser úteis no combate à obesidade e diabete melito.

Quando falamos em bebidas dietéticas, nos referimos aos refrigerantes, sucos, chás, bebidas energéticas, entre outras, que não contém calorias ou que contenham uma quantidade significativamente menor, quando comparadas às bebidas adoçadas artificialmente.

As bebidas dietéticas realmente ajudam no combate à obesidade e diabete melito? Vamos avaliar alguns achados.

Um estudo apresentado no congresso da American Diabetes Association (ADA) no ano de 2011, revelou que moradores da cidade de São Francisco (Califórnia, Estados Unidos) que consumiam refrigerantes dietéticos eram mais propensos a desenvolverem obesidade e síndrome metabólica. Essa última condição caracteriza-se pela associação de fatores de risco cardiovascular, como obesidade central (acima da cintura), elevação da pressão arterial e anormalidades do metabolismo da glicose (incluindo o diabete melito) e das gorduras do sangue.

Posteriormente, dados do estudo MESA (Multi-ethnic Study of Atherosclerosis) também revelaram resultados semelhantes.

Mais recentemente, um estudo realizado com mulheres norte-americanas menopausadas que consumiam duas ou mais bebidas dietéticas por dia, quando comparadas às mulheres que não bebiam, revelou que as primeiras apresentavam maior risco de desenvolverem complicações cardiovasculares.

Mas como bebidas com pouca ou nenhuma caloria poderiam levar à obesidade? Não existe uma resposta definitiva para essa pergunta. Existem apenas algumas especulações: primeiro, o consumo dessas bebidas poderia deixar as pessoas “mais à vontade” para consumir outros alimentos calóricos; segundo, essas pessoas apresentariam outros hábitos alimentares inadequados que os pesquisadores não conseguiram detectar em seus estudos; por último, essas bebidas poderiam aumentar o apetite, causando uma ingestão calórica adicional.

Acreditamos que o consumo regular de bebidas dietéticas deve ser desencorajado. A ingestão de água, chás não adoçados artificialmente e sucos naturais menos calóricos, são boas alternativas.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here