O uso de cintos de segurança e airbags , realmente diminuem os riscos de um acidente?

0
73

Até o momento atual , nenhum estudo havia avaliado o impacto do uso dos cintos de segurança e dos airbags , em pacientes que sofreram acidentes e, que foram hospitalizados.

Usando o registro de trauma , os pesquisadores identificaram as vítimas de acidentes automobilísticos admitidas durante um período de 11 anos. Os grupos foram definidos como: sem uso de cintos ou airbags ( grupo de referência ) , apenas em uso do cinto de segurança , apenas em uso de airbag  ou uso de ambos os dispositivos de segurança.

A relação entre o tipo de dispositivo utilizado no momento do acidente e os padrões de lesão resultantes , também foram analisados. Outros achados que foram avaliados ,  incluíam a ocorrência de pneumonia associada à ventilação mecânica ( respiração artifical ) , tempo de permanência hospitalar, dias na unidade de terapia intensiva e morte no período de internação hospitalar.

Os dados da internação de 14.390 pacientes estavam disponíveis. Os pacientes foram divididos em quatro grupos: grupo sem uso de nenhum dispositivo de segurança ( 7.881 pacientes ) ; grupo em uso de airbag apenas ( 692 pacientes ) ; grupo em uso de cinto de segurança apenas ( 4.909 pacientes ) e grupo em uso de ambos os dispositivos ( 908 pacientes ).

Tanto o uso de airbag quanto o uso do cinto de segurança , foram associados a uma redução substancial no número de lesões cerebrais, faciais e da coluna ( cervical, torácica e abdominal ). A maior redução ocorreu quando os dispositivos de segurança foram utilizados em conjunto. As fraturas de extremidades foram as únicas lesões associadas ao uso de airbags .

O uso de qualquer dispositivo de segurança foi associado a uma redução substancial na gravidade da lesão, complicações infecciosas  e o uso de recursos hospitalares.

Os autores do levantamento , concluíram que o uso de cintos de segurança e airbags , estão associados a uma redução na mortalidade hospitalar, à redução da gravidade das lesões corporais , à menor índice de  infecções e à redução no uso de recursos hospitalares. O uso destes dispositivos de segurança , poderá gerar uma economia bastante significativa ao reduzir os custos relacionados aos traumas causados por acidentes automobilísticos.

Fonte: J Am Coll Surg ( 2008 ).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here