Pais tabagistas: Mais de 4% das crianças menores de 5 anos, apresentam baixa estatura, diz estudo

0
211

O tabagismo durante a gestação é um dos responsáveis pelo menor peso e comprimento ao nascer. No entanto, a  exposição à fumaça do tabaco, no período após o nascimento, não tem sido explorada nos estudos de crescimento.

Sabe-se que a prevalência do tabagismo é alta no nível sócio-econômico mais baixo e que a estatura de crianças está também associada com variáveis sócio-econômicas.

Um estudo teve como objetivo  verificar o efeito das  variáveis sócio-econômicas e da exposição à fumaça do tabaco sobre o crescimento. Foram medidos e pesados os menores de cinco anos atendidos nos postos de saúde, para imunização (2.037 crianças). Os pais responderam a um questionário sobre o tabagismo no domicílio e características sócio-demográficas das  famílias. A prevalência da baixa estatura foi 4,3%.

Verificou-se uma associação negativa entre a estatura  e o tabagismo gestacional, e associações positivas com nível sócio-econômico, renda familiar e escolaridade dos pais. A análise do estudo apontou que o tabagismo dos pais permaneceu associado com a baixa estatura mesmo após ajuste para tabagismo durante a gravidez e para variáveis sócio-demográficas.

Fonte:Cad Saúde Pública(2005).

www.portaldocoracao.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here