Perda dentária aumenta o risco de diabete melito do tipo 2, sugerem estudos

0
182

A doença periodontal (periodontite) e a perda dos dentes podem aumentar o risco do desenvolvimento do diabete melito do tipo 2, de acordo com dois recentes estudos.

A perda dos dentes aumenta o risco relativo de diabete melito do tipo 2 em 14% nas mulheres, e 29% nos homens, disse a Dra. Kaumudi J. Joshipura, da Escola de Saúde Pública de Harvard (Boston, Estados Unidos).

Estas conclusões foram obtidas através da análise dos dados de dois grandes estudos: o Nurses Health Study e o Health Professionals Follow-up Study, que incluíram mais de 100.000 mulheres e 50.000 homens, respectivamente.

A periodontite (inflamação das gengivas) também associou-se a um aumento de 32% do risco relativo de diabete melito do tipo 2 entre os homens, e um aumento do risco de 20% entre as mulheres.

O processo inflamatório é provavelmente o elo de ligação entre a doença periodontal e o risco de diabete melito do tipo 2. No entanto, a Dra. Joshipura ressalta: “a relação entre a doença periodontal e o diabete melito do tipo 2 é bidirecional, ou seja, uma situação pode favorecer a outra e vice-versa”.

A doença periodontal e a perda dentária foram significativamente associadas com o desenvolvimento do diabete melito do tipo 2, independentemente do hábito de fumar.

“Mais estudos são necessários para confirmar definitivamente estas relações”, finaliza a Dra. Joshipura.

Fonte: American Diabetes Association Meeting.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here