Quais pacientes costumam apresentar manifestações atípicas de um infarto do miocárdio?

0
615

O infarto do miocárdio ou infarto agudo do miocárdio, popularmente conhecido como ataque cardíaco, é uma emergência médica em que parte do fluxo sanguíneo do coração sofre uma interrupção súbita e intensa, produzindo a morte das células do músculo cardíaco (necrose miocárdica).

O pico de ocorrência do primeiro infarto do miocárdio costuma ser aos 55 anos de idade nos homens e 63 anos de idade nas mulheres.

Causas

Geralmente a causa desta interrupção do fluxo sanguíneo é o “acidente da placa de ateroma”, ou seja, uma ruptura de uma placa de gordura, chamada de ateroma. Esta ruptura causa a formação de um trombo (coágulo), que interrompe o fluxo sanguíneo neste local da artéria.

O infarto do miocárdio é uma das manifestações da doença arterial coronariana, caracterizada pela formação de ateromas na parede das artérias coronárias.

O infarto do miocárdio ainda poderá ocorrer após uma angioplastia coronariana, trombose do stent ou cirurgia de revascularização miocárdica, conhecida popularmente como cirurgia de ponte de safena.

Mais raramente, o infarto do miocárdio poderá ser ocasionado por outras causas, como o uso de drogas ilícitas (cocaína e derivados), aneurisma da artérias coronárias, dissecção da artéria coronária, dissecção aórtica aguda com acometimento da origem das artérias coronárias, vasculite (inflamação das artérias coronárias) ou embolização por um coágulo que sai da cavidade cardíaca e se aloja na artéria coronária ou por uma vegetação, que se desprende de uma válvula acometida por endocardite infecciosa.

Sinais e sintomas

Embora o infarto do miocárdio possa ocorrer sem sintomas (infarto do miocárdio silencioso) ou com manifestações atípicas, ou seja, que não são características da doença, como cansaço, náuseas e “dor na boca do estômago”, cerca de 80% dos casos de  infarto do miocárdio sintomáticos cursam com dor no peito.

A dor típica do infarto do miocárdio é um desconforto localizado na região central do tórax, podendo irradiar-se para as costas, mandíbula, membros superiores e dorso. Mais raramente, a dor ainda pode ocorrer apenas em uma dessas localizações, e não propriamente no peito.

Durante um  infarto do miocárdio o indivíduo ainda pode apresentar sudorese excessiva, palidez, agitação, tontura, desmaio, ansiedade ou até sensação de morte iminente.

Os casos de infarto do miocárdio com manifestações atípicas ou silenciosos, muitas vezes, são detectados algum tempo após a sua ocorrência, através de um eletrocardiograma de rotina ou outro exame que sugira um infarto do miocárdio prévio. A primeira manifestação de um infarto do miocárdio, infelizmente, poderá ser a morte súbita.

Algumas características clínicas (vela abaixo) são reconhecidamente associadas com manifestações atípicas de um infarto do miocárdio, e devem ser lembradas quando um indivíduo é atendido, por mascararem o quadro de infarto do miocárdio.

Pacientes de risco para manifestações atípicas de um infarto do miocárdio

-Idosos.

-Mulheres.

-Diabéticos.

-Portadores de insuficiência cardíaca (falência cardíaca).

-Portadores de marcapasso artificial (nesse caso o ritmo de marcapasso dificulta a interpretação do eletrocardiograma em portadores de infarto do miocárdio).

Comentário do autor:

Portadores de infarto do miocárdio com manifestações atípicas apresentam taxas elevadas de morte em decorrência de diversos fatores, entre os quais: atraso em procurar serviço de saúde, retardo na realização do primeiro eletrocardiograma, tempo mais prolongado para início da terapia de reperfusão(angioplastia coronariana ou uso de trombolíticos), menor número de medicações prescritas durante o internamento e após a alta hospitalar, além de serem menos submetidos a procedimentos para um correto diagnóstico e tratamento.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here