Quais são os fatores de risco para acidentes automobilísticos envolvendo motoristas idosos?

0
78

A  Associação Médica Americana (AMA) acredita que a segurança dos condutores idosos é uma questão de saúde pública.Traumas automobilísticos são uma das principais causas de morte na população idosa (65 anos de idade ou mais).

A taxa de morte por milha percorrida para os condutores com 85 anos de idade ou mais, é nove vezes maior do que a taxa observada em condutores de 25 a 69 anos. A  AMA incentiva que os médicos façam rotineiramente avaliações dos condutores de veículos na faixa geriátrica.

Os motoristas com 75 anos  de idade ou mais são significativamente mais envolvidos em colisões de veículos quando  comparados com os motoristas mais jovens.Outro aspecto é que os motoristas mais velhos são consideravelmente mais frágeis do que os seus homólogos mais jovens, e são, portanto, mais susceptíveis a sofrerem  lesões fatais  no caso de um acidente.Abaixo enumeramos as condições que implicam em um aumento no risco de acidentes automobilísticos em motoristas idosos:

Condições relacionadas à visão:

A visão é o principal sentido utilizado na condução de veículos automotores. Uma boa acuidade visual, bem como o campo visual adequado,  são fundamentais para uma condução segura. Estas funções visuais  tendem a diminuir com a idade, como  resultado de alterações fisiológicas e um aumento da prevalência de doenças como a catarata, glaucoma, degeneração macular e o acidente vascular cerebral (derrame cerebral).

Condições relacionadas à cognição:

Dirigir é uma atividade complexa que exige uma variedade de habilidades cognitivas de alto nível, incluindo a memória, processamento visual, atenção, e as competências executivas. Certas condições médicas (como a demência vascular ou doença de Alzheimer) e o uso de algumas medicações, que são comuns na população idosa, acarretam um grande impacto na função cognitiva.

Condições relacionadas à função motora:

Habilidades motoras adequadas como a força muscular, resistência, flexibilidade e propriocepção são necessárias para operar veículo automotores. Mesmo antes de conduzir um carro, certas habilidades motoras são necessárias para entrar no carro com segurança e apertar o cinto de segurança. Alterações relacionadas com a idade, doenças músculo-esqueléticas (como a artrite), sequelas de um derrame cerebral e outras doenças neurológicas podem diminuir a capacidade do indivíduo idoso em conduzir com segurança o seu veículo.

Fonte:AMA(2009).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here