Qual é a pressão arterial ideal para o hipertenso diabético?

0
465
Word cloud concept illustration of diabetes condition

Estima-se que 70% de todos os pacientes diabéticos sejam hipertensos, e na ocasião do diagnóstico, quatro a cada dez diabéticos já apresentam hipertensão arterial.

Existem mecanismos comuns que levam ao aparecimento dessas duas doenças. O fato, é que a maioria dos pacientes diabéticos morrerão de uma doença cardiovascular, como o infarto do miocárdio (ataque cardíaco), acidente vascular cerebral (derrame cerebral), insuficiência cardíaca (coração fraco), entre outras.

A presença de hipertensão arterial aumenta o risco dos pacientes diabéticos, por isso, precisa ser tratada adequadamente.

Metas de pressão arterial em diabéticos hipertensos

-Em pacientes com diabetes, as metas de PAS (Pressão Arterial Sistólica ou pressão arterial máxima) abaixo de 130 mmHg e PAD (Pressão Arterial Diastólica ou pressão arterial mínima) abaixo de 80 mmHg podem ser razoáveis, se bem toleradas.

-Em pacientes com doença arterial coronariana estabelecida (antecedentes de infarto do miocárdio e/ou angioplastia coronariana, por exemplo), não é recomendado reduzir a pressão arterial abaixo de 120/70 mmHg.

-Em pacientes com diabetes com 80 anos ou mais, um alvo de PAS  menor que 150 mmHg é razoável.

-Em pacientes com hipertensão estágio grave ou grau III (definida como pressão arterial igual ou maior que 180/110 mmHg), a pressão arterial alvo inicial deve ser menor que 140/90 mmHg.

-Em pacientes com diabetes e albuminúria (perda de proteína na urina, ou seja, mais de 30 mg/g de creatinina), recomenda-se que a PAS e os alvos da PAD sejam abaixo 130 e abaixo de 80 mmHg, respectivamente.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here