Qual o potencial da perda de peso na remissão do diabete melito do tipo 2?

0
426
Word cloud concept illustration of diabetes condition

O diabete melito tipo 2 (DM2) é uma uma doença crônica que requer tratamento contínuo e indefinido. É indiscutível o papel do diabete melito tipo 2 na gênese das doenças cardiovasculares.

A crescente prevalência da obesidade é a principal responsável pelo aumento do número de novos casos de diabete melito tipo 2. A IDF (International Diabetes Federation) estima que no Brasil 10 a 12% dos adultos sejam diabéticos.

Um recente estudo realizado por pesquisadores do Reino Unido teve como objetivo avaliar o impacto da perda de peso em relação à remissão do diabete melito tipo 2.

Os autores do estudo avaliaram indivíduos com idade entre 20 e 65 anos que haviam sido diagnosticados com diabete melito do tipo 2 nos últimos 6 anos. O índice de massa corporal dos participantes variou de  27 a 45 kg / m2  , ou seja, apresentavam sobrepeso até obesidade grau III (mórbida). O índice de massa corporal (IMC) é obtido pela divisão do peso (avaliado em quilogramas) pela altura ao quadrado (avaliada em metros).

Um total de 306 participantes foram divididos em um grupo de intervenção e outro grupo de controle. O grupo intervenção foi submetido a uma dieta rigorosa de baixas calorias (cerca de 900 kcal por 3 a 5 meses), seguida de uma dieta de manutenção. As medicações para tratamento do diabete melito foram suspensas nesse grupo.

Após um seguimento de 12 meses, os autores avaliaram a perda de peso e os níveis de hemoglobina glicada (exame que avalia o controle do diabete melito nos últimos 3 meses). A remissão do diabete melito foi definida como níveis de hemoglobina glicada abaixo de 6,5%. 

A remissão do diabetes foi alcançada em 68 (46%) participantes do grupo de intervenção e 6 (4%) no grupo controle. A remissão variou com a perda de peso em toda a população do estudo, com nenhum  caso entre os 76 participantes que ganharam peso, seis (7%) dos 89 participantes com perda de peso de 0 até 5 kg , 19 (34%) dos 56 participantes com perda de 5 até 10 kg, 16 (57%) de 28 participantes com perda de 10 até 15 kg, e 31 (86%) dos 36 participantes que perderam 15 kg ou mais.

Os autores concluíram que, aos 12 meses, quase metade dos participantes alcançou a remissão para um estado não diabético e sem drogas antidiabéticas. A remissão do diabete melito tipo 2 por meio da perda de peso é um alvo prático para a atenção primária desses pacientes.

Fonte: The Lancet.

Comentário do autor:

A cirurgia bariátrica proporciona uma grande redução de peso em pacientes com diabete melito do tipo 2. Os cincos anos de acompanhamento do estudo STAMPEDE, o qual demonstrou que a cirurgia bariátrica, associada ao uso de medicamentos, em diabéticos do tipo 2 com excesso de peso (IMC de 27 até 43 kg/m²), era mais efetiva que a terapia medicamentosa isolada para promover o controle ou remissão completa do diabete melito do tipo 2.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here