Sobrevida após troca de válvula por estenose aórtica ( artigo comentado )

0
275

As indicações para a troca da válvula aórtica , na estenose ( estreitamento ) aórtica grave , baseiam-se primariamente na presença de sintomas. No entanto, a instalação dos sintomas é frequentemente gradual , levando potencialmente ao retardo da cirurgia e, consequentemente ,   resultados cirurgicos abaixo do ideal . A identificação de fatores que reduziriam a sobrevida dos pacientes submetidos à troca valvar pode levar à revisão das diretrizes de indicação cirurgica e , desta forma , melhorando dos resultados cirúrgicos .O pesquisador  Tomislav Mihaljevic e, seus  colaboradores , da Cleveland Clinic , Estados Unidos , realizaram um estudo que incluiu 3.049 pacientes portadores de estenose aórtica, os quais foram submetidos a troca valvar com prótese biológica. O ítem principal da pesquisa  foi a ocorrência de morte, a partir da data da cirurgia.

A presença de hipertrofia ventricular esquerda grave ( espessamento do músculo cardíaco , conseqüente ao estreitamento da vávula ) , na ocasião da cirurgia ( achado que precedeu a prsença de sintomas em 17% dos pacientes ) , foi associada a uma redução da sobrevida . A presença de disfunção ventricular esquerda ( diminuição da força de contração do coração ) , também reduziu a sobrevida. Nos pacientes mais jovens , a expectativa de sobrevida  foi reduzida  com a utilização de próteses pequenas. Para otimizar a sobrevida , a troca valvar aórtica mais precoce deve ser considerada mesmo em pacientes assintomáticos , antes do desenvolvimento de hipertrofia ventricular esquerda grave ou disfunção ventricular. Em pacientes mais jovens, a maior prótese possível deve ser implantada, para minimizar-se o gradiente residual ( pressão sangüínea do sangue ao passar pela prótese ). Em pacientes idosos, as cirurgias mais complexas , apenas para inserção de próteses maiores , devem ser evitadas , pois associam-se a uma pior evolução.

Fonte: The Journal of Thoracic and Cardiovascular Surgery ( 2008 ).

Comentário: a estenose aórtica calcificada , é uma doença cuja incidência  vêm aumentando , em face do número crescente de idosos na população. Em muitos países , é a principal causa de indicação para uma cirurgia cardíaca . Após o início dos sintomas , a sobrevida dos pacientes costuma ser de 2 a 3 anos , sendo a morte súbita , muitas vezes o evento fatal. Deste modo , o aparecimento de sintomas , é um momento crucial na história natural dessa doença. Infelizmente , a identificação do surgimento de sintomas , pode ser difícil em certos pacientes idosos . Este fato que pode retardar ou até evitar a indicação cirurgica , aumentando o risco de mortalidade.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr. ( cardiologista clínico ).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here