Terapia com nicotina aumenta as chances de parar de fumar em 50 a 70%, aponta revisão

0
76

A terapia de reposição com nicotina é uma das opções  de tratamento para a cessação do tabagismo. Uma recente revisão de todos os estudos envolvendo esta terapia, a qual incluiu mais de 40.000 indivíduos, demonstrou que essa modalidade de tratamento aumentava em 50 a 70% as chances de um tabagista abandonar o vício.

Todas as formas de administração da nicotina (gomas, adesivos ou spray) foram úteis para a cessação do tabagismo. A ação positiva da nicotina sobre o hábito de fumar, foi independente de outras abordagens (não-medicamentosas) instituídas para os diversos participantes de cada estudo. 

No Brasil , a terapia com nicotina é disponivel sob a forma de gomas e adesivos. A dose a ser utilizada depende do número de cigarros que o fumante consome por dia. Esta forma de tratamento  visa disponibilizar a nicotina de uma forma desvinculada ao hábito de fumar , minimizando também os sintomas da síndrome de abstinência pela falta do cigarro.

A terapia com nicotina está contra-indicada em casos de infarto do miocárdio (nos primeiros 15 dias após o início da doença) , gestação , amamentação , doenças de pele (adesivos) , incapacidade de mastigar  e úlcera gástrica (estas últimas duas , com as gomas). 

Os efeitos colaterais mais comuns da terapia com nicotina são a taquicardia , elevação da pressão arterial , reações alérgicas na pele ( adesivos ) e , ainda , dor na mandíbula  , dor no estômago e náuseas ( estes últimos três efeitos , com as gomas ).

Fonte: Cochrane Database Syst Rev (2008).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here