Vacina contra à gripe reduz o risco de morte e hospitalizações por insuficiência cardíaca, diz revisão de estudos

0
387

A insuficiência cardíaca, conhecida popularmente como “coração fraco”, é uma condição grave, na qual a quantidade de sangue que o coração é capaz de bombear a cada minuto (débito cardíaco), é insuficiente para suprir as necessidades de oxigênio e nutrientes de todo organismo.

A insuficiência cardíaca tem muitas causas, incluindo as doenças cardiológicas ou doenças de outros órgãos que afetem o funcionamento do coração. Atualmente com as opções de tratamento possíveis, os indivíduos com insuficiência cardíaca podem viver muitos anos. No Brasil, segundo os dados do DATA-SUS, a insuficiência cardíaca é uma das principais causas de morte e hospitalização em nosso país.

Em pacientes com insuficiência cardíaca uma nova meta-análise (revisão de vários estudos) demonstrou que a vacinação contra à gripe reduz o risco de morte, bem como, novos casos de hospitalização por problemas cardiovasculares.

Pesquisadores da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade da Cidade de Nagoya (Japão) analisaram os dados de cinco estudos relevantes de coorte observacional, que incluíram 78.882 pacientes idosos com insuficiência cardíaca. Os pacientes tinham idades entre 64 e 75 anos, e o seguimento desses pacientes durou de 1 a 4 anos.

A vacinação contra a gripe reduziu o risco de morte de qualquer causa em 48% durante o período de maior número de casos de gripe, e 21% durante o resto do ano. A vacinação também reduziu o risco de hospitalização por problemas cardiovasculares na ordem de 22%.

As diretrizes médicas recomendam que pacientes portadores de insuficiência cardíaca sejam vacinados contra à gripe (anualmente) e pneumonia (a cada 5 anos ou 3 anos em casos de insuficiência cardíaca avançada).

Fonte: American College of Cardiology.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here