Artigos sendo lidos neste momento !

Artigos do PC

Medicamentos para emagrecer são seguros para o coração?
Emagrecimento, Obesidade

Medicamentos para emagrecer são seguros para o coração? 

Atualment temos 3 medicamentos aprovados pela ANVISA para tratar a obesidade: Orlistat, Sibutramina e Liraglutida.

Orlistat (Lipiblock, Xenical)

1- Atua inibindo a absorção de parte da gordura dos alimentos;

2- Não apresenta efeitos sobre o sistema cardiovascular, logo, pode ser usado com segurança em hipertensos e cardiopatas;

3- Embora cause uma redução modesta no peso corporal, melhora os níveis de glicemia e gorduras do sangue, como os triglicérides;

3- A dose habitual é um comprimido em cada refeição;

4- Se houver uma ingestão abundante de alimentos gordurosos, ocasiona esteatorreia (fezes amolecidas com conteúdo de gordura, levando ao aumento do número de evacuações).

Sibutramina (Biomag, Síbus)

1- Atua em neurotransmissores cerebrais, causando redução do apetite e aumento do gasto calórico;

2- Contraindicada em hipertensos descontrolados, pacientes de alto risco cardiovascular e cardiopatas; é recomendável o monitoramento da pressão arterial, pois essa poderá elevar-se com o uso da medicação;

3- Pode ter efeitos comportamentais;

4- A dose é um comprimido ao dia;

5- Os efeitos colaterais mais comuns são boca seca, insônia, dor de cabeça e prisão de ventre.

Liraglutida (Saxenda)

1- Atua aumentando a liberação do hormônio GLP1, que causa aumento da saciedade e redução da glicemia;

2- É segura em hipertensos e cardiopatas, além disso, diminui o risco cardiovascular de obesos diabéticos;

3- A dose é uma injeção subcutânea ao dia, em doses crescentes a cada semana (o Ozempic, que é a Semaglutida, é uma medicação similiar, mas de aplicação subcutânea semanal);

4- Seu efeito colateral mais comum são as náuseas.

Importante:

1- Podem ser usados em pessoas a partir de um índice de massa corporal de 25 kg/m² (sobrepeso), mas que já apresentem doenças relacionadas à obesidade.

2- Nunca inicie um medicamento para emagrecer sem orientação médica;

2- É fundamental que essas medicações sejam associadas a mudanças no estilo de vida, como dieta adequada e prática regular de atividades físicas;

3- A participação de outros profissionais da saúde, como a nutricionista e o professor de educação física, é fundamemntal para quem deseja perder e a manter o seu peso.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr. CRM PR 13700 – Cardiologista de Curitiba.

Artigos relacionados