Diabete melito e ingestão de bebidas alcoólicas

0
543

A ingestão de bebidas alcoólicas por diabéticos deverá ser realizada junto com o consumo de alimentos. Essa medida visa dificultar o surgimento de crises de hipoglicemia (queda das taxas de açúcar no sangue).

Tanto em diabéticos como nos hipertensos, o consumo diário de álcool não deverá ultrapassar um drinque para as mulheres e dois drinques para os homens.

Um consumo maior que 700 ml de cerveja ou 240 ml de vinho ou 50 ml de uma bebida destilada para os homens, e metade dessa quantidade para as mulheres, poderá alterar a glicemia dos diabéticos, além de elevar sua pressão arterial.

Lembramos que cada grama de etanol, o açúcar próprio das bebidas alcoólicas, disponibiliza 7 kcal. Duas latinhas de cerveja, ou seja, cerca de 770 ml, contém cerca 30 gramas de etanol, correspondendo a mais de 200 kcal.

A ingestão de bebidas alcoólicas facilita o ganho de peso, eleva as taxas de glicemia, triglicerídeos e ácido úrico, além de proibir que os indivíduos dirijam motos, veículos, caminhões, lanchas, entre outros.

Orientações antes do consumo do álcool

– Não beba de estômago vazio. Não beba se suas taxas de glicose no sangue estão baixas. Geralmente o consumo de álcool está permitido em níveis de glicemia entre 100 e 140 mg/dL.

– Beba lentamente, e não ultrapasse as quantidades máximas diárias mencionadas acima.

– Enquanto estiver bebendo, sempre beba água junto, para manter sua hidratação.

– Sintomas de hipoglicemia e intoxicação por álcool são muito similares. Por isso, é importante nunca ultrapassar a quantidade máxima de bebida.

-Nunca dirija depois de beber.

Fonte: Sociedade Brasileira de Diabetes.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here