Disfunção erétil é um marcador de obstrução das artérias do coração, diz estudo

0
88

Um estudo teve como objetivo investigar a correlação entre as alterações da perfusão miocárdica (falta de irrigação do músculo do coração) e a presença de disfunção erétil  em homens com suspeita clínica ou diagnóstico já estabelecido de insuficiência coronariana crônica (obstrução das artérias do coração pela presença de placas de gordura).

Um total de 287 pacientes que, após responderem o questionário para diagnóstico e avaliação do grau de disfunção erétil, foram submetidos a avaliação clínico-cardiológica e a estudo cintilográfico da perfusão miocárdica, antes e após estresse físico ou farmacológico.

Em 137 pacientes (47,8%) foi detectado algum grau de disfunção erétil e nestes, a idade foi significativamente maior do que naqueles sem disfunção. No grupo com disfunção erétil  houve uma maior prevalência de hipertensão arterial, diabete melito, infarto do miocárdio prévios. Independentemente do fator idade, o grupo com disfunção erétil teve maior prevalência de alterações da perfusão miocárdica.

Os autores do estudo concluíram que, em pacientes com disfunção erétil, existe uma maior probabilidade de alterações da perfusão coronariana, independentemente do fator idade.Na presente amostra, a disfunção erétil foi considerada não só como um marcador da doença isquêmica do coração, mas também fortemente relacionada à ocorrência de eventos coronarianos maiores como infarto do miocárdio.

Fonte:Arq Bras Cardiol(2006).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here