As bactérias dos jalecos dos doutores

0
69

Médicos e enfermeiros vestidos com um jaleco branquinho passam uma impressão de limpeza, não é mesmo? Você não imagina o que o nosso Doutor Bactéria encontrou nas roupas dessa turma.

Na Inglaterra, o jaleco de manga comprida está fora de moda. E a partir de janeiro será ilegal. E tem mais. Para diminuir a infecção hospitalar, o governo britânico resolveu proibir médicos de usarem gravatas, relógios, jóias e jalecos de manga comprida. Quer saber por quê?

Essa é uma pergunta para o Dr. Roberto Figueiredo, o nosso Doutor Bactéria. Em São Paulo, ele resolveu fazer uma blitz. E flagrou dezenas de colegas andando de jaleco para lá e para cá. “Acho que é errado eu sair do laboratório assim, eu deveria ter guardado o avental”, afirma o estudante de biomedicina Caio Munhoz Theodor.

Os especialistas advertem: lugar de avental ou de jaleco é no hospital. “O avental é, na verdade, uma vestimenta de proteção de uso restrito na área biomédica. Em nenhuma hipótese o avental pode ser usado na rua. Isso já é uma regra básica”, explica o professor de microbiologia da USP Jorge Timenetsky.

O risco é que o avental possa ser usado como "meio de transporte" pelas bactérias. As regiões com maior perigo de contaminação são os bolsos e as mangas.

O risco é pequeno, mas possível. Tanto para pacientes quanto para pessoas que estão fora do hospital e entram em contato com o jaleco.

“Eventualmente o médico pode levar algumas bactérias muito resistentes da rua para o hospital. Eles podem levar essas bactérias um pouco mais resistentes a infecções a pessoas suscetíveis a infecções em lares. Criancas, idosos, recém-cirúrgicos, ou então pessoas que de repente tenham um stress, por algum motivo, e podem ter o sistema imune caído”, explica Jorge Timenetsky.

Pode parecer exagero mas não é não. Para tirar a prova, o doutor bactéria fez coletas em jalecos de oito médicos diferentes. Todos impecavelmente brancos. E, a olho nu, limpos. Mas será que eles estão contaminados?

Como era esperado, os testes feitos nos oito jalecos apresentaram bactérias que podem ser consideradas as famosas super bactérias. Não é que essas bactérias sejam fortes, voadoras, nada disso. É que elas são resistentes a uma quantidade grande de antibióticos. E elas podem ocasionar o quê? Desde otites, a faringites e pneumonia. Então olha o risco das pessoas trazerem essas bactérias para as ruas e para os restaurantes. Então elas devem ficar aonde? Nos hospitais, onde elas são mais controladas.

Ao serem informados dos riscos, vários médicos se comprometeram a mudar de hábito, e, a partir de agora, tirar o avental quando saírem dos hospitais. “Até mesmo a gente da área da saúde percebe que fica com a manga suja”, diz a Dra. Juliana. As doutoras Tessa e Juliana foram além. Decidiram começar uma campanha. Ali mesmo, no restaurante onde almoçam. “Acho um absurdo andar na rua com o jaleco e é muito comum entre os médicos, é um péssimo hábito”, uma delas.

Agora só falta a última lição do Doutor Bactéria: como lavar esses jalecos para que eles não contaminem outras roupas? É só misturar um litro de água com 60 mililitros de formol. Cinco minutos nessa solução e todas as bactérias estão mortas.

“Se for para contribuir para diminuir o índice de infecção hospitalar, estarei de acordo”, concorda um médico.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here