Estudo relaciona infecção pelo Helicobacter pylori com aterosclerose coronariana significativa

0
476

Helicobacter pylori, mais conhecido por H.pylori, é uma bactéria que vive no aparelho digestivo (estômago e duodeno), sendo responsável pela infecção bacteriana crônica mais comum em seres humanos. O H.pylori pode causar gastrite, duodenite, úlcera do estômago e duodeno, câncer e linfoma do estômago.

Um estudo realizado por pesquisadores da Coréia do Sul avaliou a associação entre infecção pelo H.pylori e aterosclerose coronariana subclínica, ou seja, aquela sem manifestações clínicas, como a angina do peito ou infarto do miocárdio.

A aterosclerose coronariana caracteriza-se pela formação de placas de gordura (ateromas) na parede das artérias do coração, sendo a principal causa da angina do peito e infarto do miocárdio.

No período de dezembro de 2007 a fevereiro de 2014, 463 indivíduos foram submetidos à pesquisa do H.pylori (sua presença era confirmada por biópsia após uma endoscopia) e a realização de angiotomografia das artérias do coração, durante um check-up. Nesse estudo a aterosclerose coronariana foi considerada significativa quando determinava obstruções de 50% ou mais do diâmetro de uma ou mais artérias do coração.

A incidência de obstrução coronariana significativa foi estatisticamente maior no grupo de indivíduos portadores do H.pylori, quando comparados aos indivíduos que não eram portadores dessa bactéria (7,6% versus 2,9%, respectivamente).

Os autores do estudo concluíram que, em uma população sem manifestações de aterosclerose coronariana, a infecção pelo H . pylori associou-se à obstrução coronariana significativa avaliada pela angiotomografia. A relação causal entre a infecção pelo H.pylori e aterosclerose precisa ser melhor investigada em estudos futuros.

Fonte: Plos One.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here