Tilt test ou teste de inclinação

0
1370

O Tilt Test é um exame que avalia o comportamento do ritmo cardíaco e da pressão arterial em resposta à variações da postura corporal. O sistema que controla essas duas variáveis é o sistema nervoso autônomo. Por isso, o Tilt Test também é chamado de estudo autonômico.

O aparecimento de sintomas decorrentes destas variações  posturais  como mal estar, palpitações, tonturas, lipotímia (sensação de desmaio) ou síncope (desmaio),  também serão avaliados durante o exame. O Tilt Test é o exame específico para o diagnóstico da síncope neuromediada (vaso-vagal e neurocardiogênica), que é a principal causa de desmaio em pessoas sem doença cardíaca.

Orientações antes do exame

– É necessário jejum de pelo menos 6 horas.

– Alguns medicamentos como os betabloqueadores e diuréticos poderão ser suspensos antes do exame. A orientação sobre quais as medicações e por quanto tempo estas deverão ser suspensas antes do exame deverá feita pelo médico assistente.

– O exame dura cerca de uma hora e, após o termino deste, o paciente poderá ir embora do local dirigindo.

Como é feito?

– O Tilt Test deverá ser realizado em uma clínica ou hospital que disponha de  todo o equipamento necessário para a segurança do paciente: aparelho para  medir a pressão arterial, monitor do ritmo cardíaco, eletrocardiógrafo, maca própria para o Tilt Test, medicamentos, etc. A  presença de um médico e um assistente durante todo o exame é imprescindível. O Tilt Test pode ser realizado em até 3 etapas.

– Inicialmente o paciente permanecerá  deitado em uma maca em decúbito dorsal (posição de barriga para cima), sem nenhuma inclinação por um período de 5 a 15 minutos. Nesta etapa é realizada a medida da pressão arterial e o registro eletrocardiográfico.

– Na segunda etapa  o paciente  será  inclinado na maca por um período de até  45 minutos. Durante todo o tempo, o ritmo cardíaco será monitorado e a pressão arterial medida. O aparecimento de alterações do ritmo cardíaco e da pressão arterial, bem como o aparecimento de sintomas decorrentes destas, poderão ser suficientes para a interrupção do exame. Não é necessário que o paciente sofra um desmaio para que o exame seja interrompido.

– Caso nenhuma alteração tenha sido identificada na segunda etapa, será realizado uma terceira etapa, chamada de ” teste sensibilizado”, através de um medicamento. Com o paciente ainda inclinado, será administrado um vasodilatador sublingual  que facilitará o aparecimento das alterações do ritmo cardíaco e da pressão arterial. Esta etapa pode durar até 15 minutos. Não havendo nenhuma alteração após este período, o Tilt Test será considerado normal.

Indicações

– Episódio sincopal único inexplicado em situações de alto risco (piloto de avião, trabalhador em andaime) ou episódios recorrentes na ausência de doença cardíaca, ou na sua presença, após se afastar causas cardíacas.

-Para diferenciar síncope reflexa (neuromediada) de hipotensão ortostática.

-Para diferenciar síncope convulsiva de epilepsia.

-Na investigação de quedas recorrentes e inexplicadas.

-Na investigação de síncopes recorrentes em pacientes psiquiátricos.

Riscos

Tilt Test é um exame muito seguro. Na literatura médica já foi relatada a ocorrência de espasmo coronariano, dor torácica e arritmias cardíacas. Em  alguns pacientes, as alterações do ritmo cardíaco (bradicardia) e da pressão arterial (hipotensão) poderão ser mais duradouras, podendo ocasionar um sensação de mal estar, tonturas e náuseas. Raramente poderá ocorrer uma crise convulsiva (pela queda da pressão arterial e diminuição da circulação do sangue até o cérebro), no entanto, estes efeitos colaterais não costumam apresentar gravidade.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here