O que fazer com as crianças e adolescentes que não consomem verduras e legumes?

0
208

Esta situação é muito comum no cotidiano das famílias e pode ser justificada de várias maneiras. Normalmente o fato inicia desde a infância, muitas vezes desde a introdução dos primeiros alimentos para o bebê.

Os pais têm o dever de incentivar e oferecer uma alimentação saudável, equilibrada e diversificada  para os seus filhos. Enquanto são crianças, estas podem ser acostumadas de maneira harmônica a consumir verduras e legumes. Deste modo, provavelmente não terão problemas quanto ao paladar destes alimentos em fases posteriores da vida.

A orientação é que a introdução dos alimentos para as crianças, com o inicio do consumo das papinhas, apresente não somente os vegetais liquidificados, mas também em pequenos pedaços, para que as crianças se acostumem com os sabores e com a consistência destes alimentos.

É fundamental variar as opções, pois é bastante comum que possa existir alguma rejeição em um primeiro momento, mas os pais precisam entender que muitas vezes as crianças precisam provar um alimento de oito a dez vezes antes de aprová-lo e incluí-lo em seus hábitos alimentares.

Muitas crianças crescem consumindo verduras e legumes, mas com o inicio da adolescência passam a recusar estes alimentos. Nesta etapa da vida, os adolescentes passam por diversas transformações de ordem biológica (com o desenvolvimento do corpo e a maturidade dos hormônios), a ainda,  mudanças sociais e psicológicas.

A influência dos amigos, a crise de identidade e a própria mídia, poderão influenciar positivamente ou negativamente em seus hábitos alimentares. Nesta fase, a rotina alimentar da família é um grande diferencial para que estes fatos não venham a comprometer um hábito alimentar saudável.

É importante saber diferenciar uma rotina alimentar saudável dos dias atípicos, que podem e devem existir. As preferências do paladar existem, mas é improvável que não exista a possibilidade de adaptação deste a pelo menos alguns legumes e verduras.  Variar as formas de preparo, criar receitas atrativas e não fazer do consumo destes produtos um problema ou castigo, são maneiras de incorporar as verduras e legumes aos hábitos alimentares de qualquer indivíduo.

Autora: Dra. Ana Flávia Pinheiro – Nutricionista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here