Suplementação com ômega-3 não diminui o risco de complicações cardiovasculares

0
466

Os resultados de um nova meta-análise, ou seja, uma análise conjunta dos resultados de vários estudos, sugeriram que a suplementação diária com ácidos graxos ômega-3 de origem marinha não reduz significativamente a taxa de doença arterial coronariana fatal ou não fatal, ou quaisquer eventos cardiovasculares maiores em indivíduos de alto risco.

A doença arterial coronariana é caracterizada pela formação de placas de gordura ou ateromas na parede das artérias do coração, sendo a causa principal da angina do peito e infarto do miocárdio (ataque cardíaco).

Após avaliar dados de 10 estudos randomizados que incluíram 77.917 participantes com doença arterial coronariana prévia ou acidente vascular cerebral (derrame cerebral), ou sob alto risco para doença cardiovascular, pesquisadores britânicos descobriram que a suplementação por pelo menos 12 meses com ácidos graxos ômega-3 não teve efeito significativo nas taxas de eventos relacionados à doença arterial coronariana, incluindo infarto do miocárdio não fatal ou fatal.

Os ácidos graxos ômega-3 também não foram significativamente associados a menores taxas de outros eventos cardiovasculares maiores, como o acidente vascular cerebral (derrame cerebral) ou redução das taxas de revascularizações miocárdicas (angioplastia coronariana ou cirurgia de ponte de safena).

“Os resultados desses 10 estudos envolvendo 78 mil participantes não fornecem embasamento para as diretrizes atuais da American Heart Association (AHA) de que os pacientes com doença arterial coronariana prévia devem tomar ácidos graxos ômega-3 para prevenção de doença cardiovascular”, disse o Dr. Robert Clarke (University of Oxford, Reino Unido).

O Dr. Clarke ainda observou que dois grandes estudos em curso – VITAL nos Estados Unidos e ASCEND no Reino Unido – fornecerão evidências adicionais ainda este ano sobre os efeitos de 1 grama de ácidos graxos ômega-3 ao dia em mais 40 mil pacientes de alto risco.

Vamos aguardar os resultados desses dois grandes estudos sobre suplementação de ácidos graxos ômega-3.

Fonte: JAMA.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here