Abuso de álcool associa-se a risco três vezes maior para todos os tipos de demência, diz estudo

0
800

Um novo estudo sugere que o consumo crônico e abusivo de álcool aumenta o risco de demência.

Demência é um grupo de doenças cerebrais que gradualmente causam diminuição da capacidade de raciocínio e memória, a ponto de interferir significativamente na qualidade de vida do indivíduo. Outros sintomas comuns são problemas emocionais, prejuízo da linguagem e desmotivação.

Pesquisadores analisaram informações de mais de um milhão de adultos franceses que foram diagnosticados com demência entre 2008 e 2013. Eles observaram que o consumo excessivo e crônico de álcool era um importante fator de risco para todos os tipos de demência, em especial aqueles casos de início precoce.

O abuso de álcool associou-se a um risco três vezes maior para todos os tipos de demência. O álcool foi um fator em 57% dos 57.000 casos de demência de início precoce, que é a demência que se desenvolve antes dos 65 anos de idade.

Os pesquisadores disseram que os achados sugerem que a triagem e o tratamento do abuso de álcool poderiam reduzir o risco futuro de demência.

Fonte: The Lancet Public Health.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here