Benefícios dos exercícios físicos sobre os níveis do HDL-colesterol (“colesterol bom”)

0
446

Acredita-se que o exercício aeróbico (caminhar, correr ou pedalar) reduz parcialmente o risco das doenças cardiovasculares por meio da elevação do HDL-colesterol (“colesterol bom”). No entanto, esse efeito variou bastante entre os diferentes estudos.

O Dr. Satoru Kodama, da Universidade Ochanomizu (Japão), fez uma revisão dos diversos estudos médicos publicados sobre o assunto, visando estabelecer os reais benefícios dos exercícios sobre os níveis do HDL-colesterol. Foram avaliados 25 estudos sobre o assunto. A elevação média do HDL-colesterol foi modesta (cerca de 2,53 mg/dl).

Lembramos que o valor ideal do HDL-colesterol é acima de 40 mg/dl. A prática semanal mínima para aumento do nível de HDL-colesterol foi estimado em 900 kcal de gasto energético ou 120 minutos de exercícios por semana. Estima-se que para cada aumento de 10 minutos de cada sessão de exercício ocorra um aumento de 1,4 mg/dl nos níveis de HDL-colesterol. A prática regular de exercício aeróbico aumenta modestamente os níveis de HDL-colesterol.

Parece existir uma quantidade mínima de exercício que é necessária para o aumento significativo dos níveis dessa fração do colesterol. A duração de cada sessão de exercício, mas do que a intensidade do mesmo, foi o elemento mais importante da prescrição do mesmo. O autor observou também que o exercício foi mais eficaz em elevar o HDL-colesterol nos indivíduos com níveis de colesterol mais elevados inicialmente ou com índice de massa corporal (IMC) mais baixo.

Fonte: Archives of Internal Medicine.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here