Insônia e sono de curta duração aumentam em 5 vezes o risco de morte em homens, diz estudo

0
246

Um estudo com mais de 1.700 homens e mulheres, seguidos por mais de 10 anos, demonstrou que a insônia associada a um sono de curta duração, aumentam em 5 vezes o risco relativo de morte em homens, quando comparados com aqueles que tem um sono normal.

Essa é a conclusão do Dr. Alexandros N. Vgontzas, professor de psiquiatria e diretor do Centro de Pesquisa do Sono da Penn State University Milton S. Hershey Medical Center (Pensilvânia, Estados Unidos). Todos os participantes do estudo foram submetidos ao exame do sono (polissonografia).

Durante o acompanhamento, 19,3% dos homens e 10% das mulheres faleceram."Até agora, a maioria dos estudos não havia demonstrado que insônia e a curta duração do sono, ao contrário da síndrome da apnéia do sono, associavam-se com um maior risco de morte", disse o Dr. Vgontzas.

Um sono de curta duração foi definido como menos de seis horas de sono sem interrupção por noite. A taxa de mortalidade foi maior para os homens com insônia e que dormiram menos de cinco horas por noite. A diferença de mortalidade entre as mulheres com insônia e sono de curta duração não foi significativamente diferente de todas as mulheres do grupo.

Fonte: Associated Professional Sleep Societies(2009).

www.portaldocoracao.com.br 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here