Controle rígido e permanente da pressão arterial , é fundamental em diabéticos , aponta estudo

0
70

Um estudo , chamado de UKPDS ( United Kingdom Prospective Diabetes Study ) , publicado há anos atrás , demonstrou  que um controle mais rígido da pressão arterial ( valores inferiores a 130/85 mmHg ) , em pacientes diabéticos do tipo II , diminuia o risco de complicações cardiovasculares, como o acidente vascular cerebral ( derrame cerebral ). Recentemente , um novo estudo , analisando os mesmos partcipantes do UKPDS , demonstrou a necessidade que este controle rígido da pressão arterial seja  permanente.  

Entre 5.102 pacientes incluídos no estudo UKPDS , com diabete melito do tipo II  recém-diagnosticado , 1.148 hipertensos foram acompanhados   por um período de quatro anos, para serem submetidos a um controle pressórico mais rígido ou menos rígido . Cerca de 884 pacientes  foram selecionados e submetidos a avaliações durante alguns anos após o término do estudo inicial  .

Questionários anuais foram aplicados a esses pacientes e a seus médicos . O comportamento da pressão arterial e a ocorrência de complicações cardiovasculares, foram avaliados durante os vários anos após o término do estudo. As diferenças em relação à pressão arterial , entre os dois grupos (controle  rígido ou menos rígido ), desapareceram em até dois anos após o término do estudo.

Reduções significativas do risco relativo encontradas durante o estudo , para todas as complicações cardiovasculares ,  mortalidade associada  e acidente vascular encefálico ( derrame cerebral ), no grupo submetido ao controle rígido da pressão arterial , em comparação ao controle menos estrito, não foram mantidas durante o seguimento pós estudo. 

Os autores do estudo , concluem que em pacientes portadores de diabete melito do tipo II , um controle rígido da pressão arterial , diminui o risco de complicações cardiovasculares , no entanto , à medida que esse controle se perde ao londo do tempo , esses benefícios adicionais vão desaparecendo. Portanto , em diabéticos do tipo II , é fundamental  um controle rígido e permanente da pressão arterial.

Fonte: New England Journal of Medicine ( 2008 ).

www.portaldocoracao.com.br     

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here