Dez fatos sobre anorexia nervosa

0
224

Dez fatos sobre anorexia nervosa:

1-É um transtorno alimentar em que a pessoa priva-se de se alimentar, levando-a a um emagrecimento a níveis abaixo  do peso mínimo normal. Essas pessoas, na maioria mulheres, têm plena convicção de que são gordas e a ideia de virem a ganhar gramas, as apavora e gera angústia.

2-Existe uma obsessão pela ideia do emagrecimento em pessoas com anorexia nervosa. O peso corporal é uma obsessão e o pensamento gira sempre em torno de comida. É comum que colecionem receitas e cozinhem para que os outros a sua  volta comam “por elas”.

3-As mulheres tem seu ciclo menstrual interrompido por no mínimo 3 semanas consecutivas, e o corpo perde os caracteres femininos devido ao emagrecimento exagerado. Mesmo assim, permanecem em constante dieta hipocalórica e estão sempre insatisfeitas com sua aparência física e com a crença de que estão gordas.

4-As anoréxicas desenvolvem rituais estranhos em torno da alimentação e muitas vezes comem escondido. Outra obsessão são os exercícios físicos que chegam a ser praticados em exagero para acelerar a perda de peso e compensar o mínimo  de ingesta alimentar.

5-A anorexia nervosa faz com que a vivência da forma do corpo seja distorcida e gera sofrimento.

6-Muitas moças chegam a necessitar de internamento hospitalar devido ao risco de morte pela baixa ingesta alimentar.

7-Existe um tipo da doença que o indivíduo apenas recusa-se a manter o peso corporal no nível normal  e priva-se de comer, sem no entanto envolver-se em auto-indução de vômitos e abuso de diuréticos e laxantes.

8-Em outro tipo de anorexia nervosa, os jejuns prolongados alternam-se com episódios de comer compulsivo e posterior purgação através de vômitos e abuso de laxantes e diuréticos.

9-Em geral a anorexia nervosa esta associada á depressão e por isso é tratada com antidepressivos.

10-A psicoterapia atua sobre esses fatores e ajuda o indivíduo a previnir e identificar recaídas.Outro papel importante da psicoterapia é o auxílio no desenvolvimento de uma identidade sexual madura, e a identificação de situações que favorecem a depressão e o retorno dos sintomas

Fonte: SBEM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here