HIV deixa paciente vulnerável a ataques do coração

0
43

Um estudo da universidade americana de Harvard demonstrou que as pessoas que estão infectadas com o vírus HIV devem se precaver também contra problemas cardíacos. Entre esses pacientes, a mulheres estão mais propensas a apresentarem problemas de coração.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia do Espírito Santo, Aloir Queiroz de Araújo, além do tratamento contra a Aids, o paciente deve criar hábitos que inibam os problemas do coração.

"A pessoa com HIV pode ter uma boa qualidade de vida atualmente, mas deve cuidar ainda mais do sistema circulatório. Ela deve estar no peso ideal, praticar atividade física, não fumar em hipótese alguma, controlar as taxas de glicose, triglicerídeos e colesterol, além de não ingerir bebida alcoólica em excesso também".

Mais colesterol. O médico alerta ainda que o quadro de problemas cardíacos pode ser agravado pelo uso do coquetel de medicamentos usado no controle do vírus HIV. "Algumas drogas do coquetel podem causar o aumento do colesterol, por exemplo. Isso aumenta o risco cardiovascular", frisou.

Esse aumento de risco já era conhecido, mas, segundo o cardiologista, os dados dessa pesquisa dão mais confiança no diagnóstico. Nas mulheres, as chances de se desenvolver problemas de coração triplica e, nos homens, chega a 40%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here