Orientações para os doadores de sangue

0
229

Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

O doador deve:

– Trazer documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);

– Estar com uma boa saúde;

– Ter entre 18 e 65 anos;

– Pesar mais de 50Kg;

– Não estar em jejum (evitar apenas alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação).

Impedimentos temporários para a doação de sangue:

– Febre.

– Gripe ou resfriado.

– Gravidez.

– Puerpério: parto normal, 90 dias; cesariana, 180 dias.

– Uso de alguns medicamentos.

– Pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis.

Cirurgias e prazos de impedimentos para a doação de sangue: 

– Extração dentária: 72 horas.

– Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: 3 meses.

– Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem seqüelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses.

– Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação.

– Transfusão de sangue: 1 ano.

– Tatuagem: 1 ano.

– Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina.

Impedimentos definitivos para a doação de sangue:

– Hepatite após os 10 anos de idade.

– Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, AIDS (vírus da imunodeficiência), doenças associadas aos vírus HIV I e II e doença de Chagas.

– Uso de drogas ilícitas injetáveis.

– Malária.

Intervalos para a doação de sangue:

– Homens: 60 dias (até 4 doações por ano).

– Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano).

Janela imunológica:

É o período entre a contaminação da pessoa por um determinado agente infeccioso (HIV, hepatite e outros) e a sua detecção nos exames laboratoriais.

No período da janela imunológica, os exames são negativos, mas mesmo assim o sangue doado é capaz de transmitir o agente infeccioso aos pacientes que o receberem. A sinceridade ao responder as perguntas do questionário que antecede a doação é importante para evitar a transmissão de doenças aos pacientes. Nunca se deve doar sangue se quiser apenas fazer um exame para AIDS. Neste caso, procure um Centro de Testagem Anônima e gratuita. Informe-se pelo Disque-Saúde: 0800-61-1997 ou pelos Centros de Testagem Anônima.

Cuidados pós-doação de sangue:

– Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas.

– Aumentar a ingestão de líquidos.

– Não fumar por cerca de 2 horas.

– Evitar bebidas alcóolicas por 12 horas.

– Manter o curativo no local da punção por pelo menos de 4 horas.

– Não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar pára-quedismo ou mergulho.

Fonte: Ministério da Saúde.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here