Looper externo (monitor de eventos externo)

0
279

Sintomas de palpitações, tonturas ou desmaios são queixas comuns nos consultórios médicos e podem ter relação com as arritmias cardíacas.

O sucesso diagnóstico depende do registro do eletrocardiograma no momento em que ocorre o sintoma. Esse registro, porém, nem sempre é fácil, especialmente quando ocorre de forma esporádica, situação na qual o Holter não é capaz de documentar.

O monitor de eventos tem por objetivo aumentar a precisão diagnóstica desses sintomas pouco frequentes (semanal, mensal ou até anual). Dois métodos de monitorização eletrocardiográfica prolongada estão disponíveis no mercado: o monitor de eventos externo e o monitor de eventos implantável.

O Looper externo é um aparelho que, como o Holter, é ligado ao tórax do paciente para coletar o sinal eletrocardiográfico. O monitor é de pequeno porte e fácil manipulação. Dois eletrodos são utilizados e conectados ao gravador por meio de um cabo. O paciente é orientado a permanecer com o aparelho o maior tempo possível – retirando apenas para o banho.

O sistema coleta e transmite automaticamente um eletrocardiograma, com duração de sete segundos, a cada 60 minutos. Caso o paciente apresente algum sintoma ele deverá apertar um botão na base do aparelho. Será, então, enviado mais um registro eletrocardiográfico – esse com 45 segundos de duração, sendo 15 deles registrados imediatamente antes do acionamento do sistema.

Os traçados são transmitidos via sistema GSM – sinal de celular – a um provedor que disponibilizará todos os trechos do ECG coletados em uma página da internet, visualizável em qualquer browser.

Indicação

Para diagnóstico diferencial de palpitações, perdas de consciência (síncopes), dor no peito e outros sintomas cardiovasculares paroxísticos de origem não esclarecida.

Para o acompanhamento de pacientes em regime de Home Care.

A vantagem, em relação ao Holter, é a possibilidade de monitorização prolongada, o que torna viável o diagnóstico de sintomas esporádicos.

Contraindicação

Não há.

Limitações

Em raros casos, o paciente poderá não ser capaz de acionar o botão de gravação durante o evento.

A avaliação da atividade elétrica do coração (‘repolarização ventricular’) é mais limitada que no holter de 24 horas pois o uso de apenas dois eletrodos permite a análise de uma única derivação.

Preparo

Não há.

Fonte: einstein.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here