Qual a quantidade ideal de atividades físicas para prevenir a perda de memória em idosos?

0
651
Senior Couple doing sport outdoors, jogging on a forest road in the autumn

A quantidade ideal de atividades físicas visando melhorar as funções cognitivas em idosos foi sugerida em uma nova revisão, que incluiu 98 estudos e 11.061 participantes (idade média de 73 anos).

A revisão foi realizada por pesquisadores da Universidade de Medicina de Miami. Os autores analisaram inúmeros estudos que mostraram uma relação positiva entre atividade física regular e melhorias na saúde do cérebro.

As funções cognitivas incluem a memória, percepção, linguagem, funções executivas (raciocínio, planejamento e monitoramento), atenção e praxia (habilidade de realizar movimentos).

Os idosos saudáveis representavam 59% da população total. Outros 26% tinham comprometimento cognitivo leve, e 15% tinham demência, de acordo com o mini exame do estado mental ou outro exame similar, que são questionários aplicados para avaliar as funções cognitivas dos pacientes.

A conclusão principal da revisão é que cerca de 52 horas ao longo de 6 meses, ou cerca de 120 minutos por semana, é a quantidade mínima necessária para melhorar a cognição em idosos. O tempo total de exercício foi o fator mais importante ligado à melhoria das funções cognitivas em idosos.

Os pesquisadores relataram que os exercícios físicos aeróbicos e o treinamento de resistência eram vantajosos. Correr pode funcionar para algumas pessoas, mas pacientes com limitações ortopédicas (artrose de joelhos ou quadris, por exemplo) podem se beneficiar de atividades de menor impacto, como as práticas do yoga ou tai chi chuan.

Fonte: Neurology Clinical Practice.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here