10 semanas de treino e alteração da composição corporal

0
179

Estudos relacionados à composição corporal são de extrema importância, particularmente para a saúde, visto que o excesso de gordura corporal pode potencializar a in-cidência de disfunções crônico-degenerativas (13,17), ao passo que o baixo desenvolvimento muscular pode dificul¬tar o melhor funcionamento do sistema músculo-esquelético.

Apesar da prática de programas regulares de exer¬cícios com pesos vir sendo estudada mais criteriosamente somente nos últimos anos, muitos estudos, ao longo do tempo, têm buscado investigar o potencial desse tipo de treinamento para a melhoria de diferentes componentes da composição corporal (2,3,4,5,6,7,8,10,23,25,26,27,29,30).

Aparentemente as modificações associadas à prá¬tica do treinamento com pesos, além de auxiliarem na me¬lhoria da estética corporal, podem repercutir favoravelmen¬te na qualidade de vida e saúde de indivíduos de diferentes faixas etárias e de ambos os sexos, uma vez que o treina-mento com pesos pode contribuir, sobretudo, para o de-senvolvimento ou manutenção da força e da massa muscu¬lar.

Além disso, acredita-se que o treinamento com pesos possa auxiliar na preservação do componente mine¬ral ósseo, bem como no controle dos depósitos de gordura corporal; contudo, essas modificações ainda merecem ser investigadas de modo mais consistente.

Assim, o objetivo do presente estudo foi verificar as possíveis modificações na composição corporal, após 10 (dez) semanas de treinamento sistematizado com pesos, em adultos jovens não-treinados.

Leia matéria completa clique aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here