Colesterol alto na meia idade aumenta o risco futuro de doença de Alzheimer em idosos

0
88

Uma estudo demonstrou que em pessoas de meia idade que apresentam níveis elevados de colesterol  no sangue,  apresentaram um risco aumentado  para o desenvolvimento de doença de Alzheimer, a forma mais comum de demência entre os idosos. ]

A doença de Alzheimer foi 1,5 vezes mais comum em homens e mulheres que apresentavam níveis de colesterol total de 249 até 500 mg/dL , durante a meia idade, quando comparados com indivíduos com níveis normais de colesterol, ou seja, abaixo de 200 mg/dl. O estudo avaliou 9.752 membros de um plano de saúde no norte da Califórnia (Estados Unidos).

No período entre  1964 até 1973, os participantes do estudo  (com idades  entre 40 e 45 anos) foram submetidos à dosagens de colesterol no sangue. Os pacientes permaneceram no plano de saúde até pelo menos o ano de 1994, de modo que os pesquisadores foram capazes de avaliar os  registros médicos mais recentes, de 1994 até 2007, para averiguar o diagnóstico  da doença de Alzheimer.

Os autores observaram que 504 pacientes tinham doença de Alzheimer, com uma média de idade no momento do diagnóstico de 68,8 anos. Segundo o autor do estudo  um nível elevado de colesterol aumentou o risco de doença de Alzheimer, independentemente do acometimento na meia idade por outros fatores, como o diabete melito, hipertensão arterial, obesidade, tabagismo e acidente vascular encefálico (derrame cerebral ).

Por isso, para que os idosos possam aproveitar a "melhor idade", é fundamental que certos cuidados, como o controle dos níveis de colesterol, sejam instituídos assim que esta anormalidade seja diagnosticada.

Fonte: American Academy of Neurology ( 2008 ).

www.dippe.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here