Elevação do batimento cardíaco, antes de um teste de esforço, dobra o risco de morte súbita, diz estudo

0
71

Um estudo analisou dados de 7.746 policiais franceses, com idades entre 42 a 53 anos, de um estudo realizado em Paris (França).

Estes homens foram examinados entre 1967 e 1972. A frequência cardíaca de cada participante foi avaliada no estado de repouso e poucos minutos antes e depois de realizar um teste de esforço. Os autores do estudo observaram que a elevação do batimento cardíaco, um pouco antes do início do teste de esforço, dobra o risco de morte súbita cardíaca.

Os pacientes que durante o teste apresentavam evidências de doença arterial coronariana (obstruções das artérias do coração), eram excluídos deste estudo. Após uma média de 23 anos de seguimento destes indivíduos, ocorreram 1.516 mortes, incluindo 129 mortes súbitas de origem cardíaca.

Estatisticamente, houve uma relação entre a elevação do batimentoa cardíaco antes do teste de esforço (induzida pelo estresse mental ) e o risoc futuro de morte súbita cardíaca.

Os homens que tiveram um maior aumento da freqüência cardíaca durante (um aumento de mais de 12 batimenmtos por minuto) tinham o dobro do risco de morte súbita cardíaca.Nenhum relação foi observada para os casos de morte de origem que não-cardíaca.A maior proporção de morte súbita cardíaca estava entre os  homens que aumentaram a sua freqüência cardíaca durante o leve estresse mental durante o exercício.

Fonte:European Heart Journal(2009).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here