Conheça os principais tipos de sal

0
804

A dieta do paciente hipertenso deverá ser pobre em sódio (sal) e rica em potássio, magnésio e cálcio.

O aumento do consumo de sódio na dieta relaciona-se com o aumento da pressão arterial, no entanto, o impacto do consumo de sódio na saúde cardiovascular é controverso, pois alguns estudos sugerem que o consumo muito baixo eleva o risco de doença cardiovascular, enquanto outros, sustentam que a diminuição do sódio diminui esse risco.

O limite de consumo diário de sódio em 2,0 gramas (5 gramas de cloreto de sódio) está associado à diminuição da pressão arterial, no entanto, o consumo médio do brasileiro é de 11,4 gramas/dia. Para reduzir o sódio da dieta, não leve o saleiro à mesa, cozinhe os alimentos com pouco sal, evite pães industrializados, conservas, frios, enlatados, embutidos, molhos prontos, sopas de pacote, queijos amarelos, salgadinhos, etc. Lembre-se: os alimentos industrializados geralmente são riscos em sódio.

Tipos mais comuns de sal para uso culinário

-Sal grosso:

É produzido após a evaporação da água do mar, controlada de modo a obter um cloreto de sódio com elevada pureza. Serve para o churrasco, assados e preparo de peixes. Também é o preferido para usos não culinários, como os tratamentos de beleza e decoração.

-Sal refinado:

É o sal usado pela maioria dos brasileiros. Este tipo de sal é obtido por um processo industrial e desta forma,  muitas de suas características originais são perdidas. Mesmo assim, fornece minerais importantes, colabora na conservação dos alimentos e serve para temperar assados ou cozidos. Os produtores adicionam a este tipo de sal o iodo, para atender as normas do Ministério da Saúde. O objetivo desta medida é evitar doenças da glândula tireoide.

-Sal marinho:

Como este tipo de sal não passa pelo processo de refinamento, acaba  preservando todos os seus minerais. Nele, os produtores também adicionam o iodo para atender as normas do Ministério da Saúde, após a evaporação da água do mar e sua posterior higienização.

-Sal light:

Além de possuir menos sódio do que o convencional, o sal light é enriquecido com potássio para ajudar no controle da hipertensão arterial. O sal com reduzido teor de sódio (sal light) fornece 50%, no máximo, do teor de sódio contido na mesma quantidade de cloreto de sódio. Pode ser usado na salada e no cozimento de vários alimentos.

A VII Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial estimula a restrição do sódio na dieta, mas  não sugere aos pacientes que utilizem um tipo específico de sal para obter maiores benefícios.

Dra. Ana Flávia Pinheiro – Nutricionista – CRN 1004.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here