Qual a melhor dieta para perder peso? Mediterrânea ou vegetariana?

0
802

Um novo estudo comparou uma dieta ovolactovegetariana composta por baixas calorias com uma dieta mediterrânea, também de baixas calorias. Os autores do estudo concluíram que ambas foram semelhantes quanto à redução do peso, além de proporcionarem uma melhora do perfil de risco cardiovascular.

Adicionalmente, a dieta ovolactovegetariana foi mais efetiva na redução do LDL-colesterol, ao passo que a dieta mediterrânea levou a uma maior redução nos níveis de triglicerídeos. O estudo foi realizado por pesquisadores da Universidade de Florença (Itália).

Os participantes da pesquisa receberam aconselhamento individual com nutricionistas sobre como aderir adequadamente a cada um dos dois tipos de dieta. A dieta vegetariana excluiu carne e peixe, mas inclui leite e ovos. O estudo durou cerca de três meses.

Os autores concluíram que as duas dietas são benéficas para à redução do peso e saúde do coração. O resultado não foi considerado surpreendente, porque as duas dietas têm uma base sólida de alimentos saudáveis, como frutas e vegetais, grãos integrais e leguminosas.

Dieta mediterrânea

Essa dieta baseia-se num conjunto de tradições alimentares de países do mediterrâneo, como a Grécia, Itália, Espanha e Portugal.

A dieta Mediterrânea inclui:

-Azeitonas e azeite de oliva;

-Grãos inteiros (especialmente em pães e cereais, ao invés de grãos refinados dos pães brancos, massas e bolos);

-Poucos doces;

-Pouca carne vermelha, ingestão abundante de peixes, alguns frutos do mar e frango;

-Queijos brancos, mas pouco leite;

-Ingestão diária de frutas, legumes e verduras;

-Oleaginosas e frutos secos como damascos e tâmaras;

-Ingestão moderada de vinho tinto, ou seja, duas taças para os homens e uma taça para as mulheres. Devemos salientar que a ingestão de bebidas alcoólicas não deve ser estimulada com uma medida de prevenção ou tratamento de doenças cardiovasculares.

As pessoas que vivem nesta área do mediterrâneo tendem a comer alimentos ricos em gordura, mas também têm uma incidência menor em doenças cardiovasculares, em comparação a outras partes do mundo.

Fonte: Circulation.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM/PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here